Natalie Portman em Hotel Chevalier de Wes Anderson

As recomendações de Wes Anderson para a quarentena

O cineasta juntou alguns dos seus filmes favoritos para os fãs verem

Os dias de isolamento parecem estar longe de terminar, mas felizmente as séries da Netflix estão cá para nos ajudar a sobreviver ao confinamento. Mas não é só de séries que a internet é feita. Wes Anderson, realizador de cinema, escolheu alguns dos seus filmes favoritos e colocou-os numa lista para todos vermos. 

Conhecido pela sua visão cinematográfica e forma peculiar de narrar histórias, Wes criou ao longo dos últimos anos filmes como The Grand Budapest Hotel e The Royal Tenebaums. Apesar de não estarmos aqui para promover os seus trabalhos, estas são ótimas escolhas para passar a quarentena – afinal não há melhor mundo do que o de Wes Anderson.

Wes Anderson escreve-nos ocasionalmente para nos contar o que tem visto no Criterion Channel, escreveu o website que partilha filmes clássicos e contemporâneos na sua conta do twitter. Mesmo tendo muito trabalho para fazer, Wes não se esquece dos amantes dos seus filmes. “Pensamos que devíamos partilhar isto, onde estão algumas das descobertas favoritas recentes, caso estejam há procurar de algo surpreendente para ver”.

A lista de Wes Anderson para passar a quarentena

Les Misérables 

É provavelmente uma das obras mais conhecidas e pelos vistos umas das favoritas de Wes Anderson. Apesar de esta não ser a versão que conta com Anne Hathaway a rapar o cabelo, a versão de 1934 tem muito a dar. A adaptação do livro de Victor Hugo é para Wes uma obra-prima e foi escrita por Raymond Bernard e conta com Harry Baur e Charles Vanel no elenco. 

 

Annabelle em Anne Marie de Raymond Bernard

Anne-Marie

Avançamos um pouco no tempo e estamos agora em 1934. Anne-Marie conta-nos a história de uma mulher piloto. O filme é também de Raymond Bernard, mas era um desconhecido de Wes. “Nunca tinha ouvido falar dele”.

Wooden Crosses

Passamos agora aos filmes de guerra e, mesmo sendo mais um de Raymond Bernard, promete agarrar-nos ao ecrã. Apesar de muitos não serem fãs de filmes a preto branco, a versão francesa do All Quiet on the Western Front é um must watch. Para Anderson esta foi mais uma descoberta.

The Out-of-Towners

Nomeado para um Globo de Ouro conta a história de um casal que vai de Ohio para New York. Tudo por causa de uma entrevista de emprego. Anderson descreve o filme como “uma maravilhosa máquina do tempo”.

And the Pursuit of Happiness

Viajando até ao mundo dos documentários, Wes recomenda-nos um filme de 1986. A obra de Louis Malle celebra o 100º aniversário da Estátua da Liberdade e dá-nos um olhar sobre a vida dos imigrantes nos Estados Unidos.

An Angel at My Table

Dá-mos um salto no tempo e aterramos em 1990. O filme de Jane Campion centra-se nos primeiro anos de vida da escritora neozelandesa Janet Frame. Apesar da sua vida dramática e problemas psicológicos, tornou-se conhecida por títulos como Owls Do Cry e Scented Gardens for the Blind.

Filmes de Wes Anderson para passar o tempo

  • The Life Aquatic with Steve Zissou
  • The Royal Tenenbaums
  • Isle of Dogs
  • The Grand Budapest Hotel
  • Mr. Fox, Fantastic Mr. Fox
  • Bottle Rocket
  • Rushmore
  • The Darjeeling Limited
  • Moonrise Kingdom
Mais Artigos
Bejaflor lança novo single com Luís Severo.
Bejaflor lança novo tema com participação de Luís Severo