Divorce é a nova comédia negra da HBO. O Espalha-Factos esteve na antestreia exclusiva do primeiro episódio e conta-te tudo.

O Altis Belém Hotel foi o local escolhido para a antestreia exclusiva do primeiro episódio da nova série, que decorreu ontem, dia 6. Por volta das 20h, o jardim do hotel serviu de cenário a um cocktail em ambiente descontraído.

No interior do hotel, a decoração da sala lembrava a entrada de uma cerimónia de casamento. Uma característica com uma certa ironia (tendo em conta, desde já, o título da série) que também habita o episódio.

Balançar a comédia e o drama no meio de um divórcio dos subúrbios

Já se passaram 12 anos desde que Carrie Bradshaw deixou os ecrãs da HBO, mas as comparações com Divorce não tardarão a aparecer. Embora, à primeira vista, este regresso de Sarah Jessica Parker possa ser visto como um Sex and the City na meia-idade e nos subúrbios, as semelhanças não são tantas quanto isso.

Frances (Parker) e o pacato marido de bigode, Robert (Thomas Haden Church), já mal se falam. Quando ele passou o natal no Alaska, Frances sentiu-se mais feliz do que em muito tempo. Robert não é, portanto, nada que faça lembrar Mr. Big. E a vida aborrecida de Frances também não é a vida glamorosa de Carrie.

O mote inicial é dado na festa dos 50 anos de Diane (Molly Shannon), uma das melhores amigas de Frances. Diane e o marido estão num estado ainda pior do que os nossos protagonistas a ponto de, bêbeda, Diane agarrar numa pistola e disparar contra o marido, quase atingindo Robert.

Frances e Robert têm reações diferentes ao susto. Ele, aparentemente oblívio ao desastre que é o próprio casamento, lamenta-se que quase morria. Já Frances decide que não quer perder mais tempo e pede o divórcio.

O resto do episódio foca-se nas razões de Frances e nas reações de Robert. Descobrimos que ela tem um affair com um professor (Jemaine Clement), que Robert entretanto descobre e expulsa a mulher de casa – prometendo fazer a vida dela num inferno.

Divorce terá tempo para, ao longo da temporada, encontrar o equilíbrio entre a comédia e o drama – talvez deixando algumas das piadas para Parker e mais emoção para Church. Para já, ficam as francas gargalhadas arrancadas ao público à nossa volta, em muito devido à veia satírica que se faz sentir.

As boas prestações do elenco são, certamente, um ponto positivo. Parker não é, nem de perto nem de longe, a melhor atriz do mundo, mas continua a possuir um certo carisma e gravitas. O elenco secundário complementa a dinâmica e irá, apostaríamos, continuar a aliviar a carga dramática da história principal.

Divorce estreia a 9 de outubro na HBO em território americano e chega aos ecrãs portuguesas pela mão do canal TVSéries, no dia 13 de outubro pelas 22:30h. Entretanto, fica com o trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=–iP8RPaNvw