O Calendário Pirelli, uma das principais referências da fotografia contemporânea, trará – pela lente de Tim Walker – 17 personalidades negras como modelos. A modelo Naomi Campbell, a drag queen Ru Paul e a atriz Lupita Nyong’o estão entre os nomes confirmados. 

São 17 as personalidades que vão integrar o Calendário da Pirelli de 2018. O tema da 45ª edição será a história de Alice no País da Maravilhas –  escrita por Lewis Carroll em 1865 –  numa edição onde foram escolhidos apenas protagonistas de raça negra. O famoso calendário volta a ser fotografado por Tim Walker.

Tim Walker (à esquerda) durante a produção do calendário.

Desta vez, as estrelas são: Adwoa Aboah (como Tweedledee e Tweedledum), Naomi Campbell e Sean “Diddy” Combs (como The Royal Beheader), Slick Woods (como chapeleiro louco), Lupita Nyong’o (como Arganaz), Whoopi Goldberg (como The Royal Duchess), Djimon Hounsou (como o Rei de Copas), Ru Paul ( será a Rainha de Copas), Adut Akech (será a Rainha de Diamantes), Alpha Dia (como Cinco de Copas), King Owusu (Dois de Copas), Lil Yachty (será o Guarda da Rainha), Thando Hopa (como Dama de Copas), Wilson Oryema (Sete de Copas), Zoe Bedeaux (Lagarta), Sasha Lane (como Coelho Branco) e Duckie Thot (será a famosa Alice).

“A história da Alice já foi contada tantas vezes e de tantas formas diferentes, mas sempre com um elenco branco”, afirmou o fotógrafo Tim Walker em entrevista ao The New York Times – a propósito da inspiração para o calendário. “Nunca existiu uma Alice de raça negra, por isso quis mostrar como as figuras ficcionais de fantasia podem ser representadas e explorar outros ideais de beleza.”, acrescentou.

O ensaio contou com styling de Edward Enninful e set design de Shona Heath.

Esta  será a segunda participação de Naomi Campbell no calendário: a primeira foi em 1987, quando tinha apenas 16 anos, pela lente do fotógrafo Terence Donovan.

“O tema da inclusão está a ser discutido de uma forma nunca antes vista, mas vai muito mais além da raça negra e branca”, afirmou ao The New York Times o editor-in-chief da Vogue britânica – Edward Enninful – que ficou encarregue de fazer o styling do calendário.

O The Cal, como é conhecido, é publicado pela Pirelli desde 1964. Criado pelo fotógrafo dos Beatles, Robert Freeman, o calendário depressa ultrapassou o estereótipo de decoração das paredes das oficinas para se transformar num ícone no mundo da fotografia.