Bones

Bones 11×15: a arte de fazer batota

Bones sempre foi conhecida por misturar dramas pessoais com os casos de cada semana e este episódio deu-nos um pouco de tudo: reconciliações, batotas, traições e, claro, homicídio. O novo episódio, intitulado The Fight in the Fixer, estreou no canal FOX no dia 12 de maio. Em Portugal, a série Ossos é exibida nesse mesmo canal.

A vítima desta semana é Frank Kwietowski, um investigador privado especializado em apagar os problemas dos seus clientes, que incluem celebridades, políticos, entre outros. As primeiras suspeitas que conhecemos são as do costume: a esposa de Frank e a assistente do mesmo, de nome Kerry.

Claro que a lista de suspeitos não se fica por aqui. Primeiro temos Jimmy Nasari, um mafioso dono de um bar de strip, que perdeu 12 milhões de dólares graças a um negócio com Frank. Em segundo lugar, há Abraham Foome, um bilionário que contratou Frank para recuperar um vídeo seu em posições comprometedoras (se é que me entendem).

Temos também Valon, um funcionário de um hotel que gravou o dito vídeo. Pelos vistos, Frank roubou-lhe o vídeo e o dinheiro, mas mentiu a Abraham acerca do sucedido, fazendo crescer um sentimento de ódio.Bones

A resposta, no entanto, está no seio familiar. Kerry e Frank estavam a ter um caso, dando à esposa motivo para matar. No entanto, a assistente preferiu o dinheiro ao amor, roubando a quantia que Frank extorquira de Valon e assassinando-o logo a seguir, chantageando os seus clientes para que estes lhe concedessem um álibi.

Agora vamos ao que interesse. Booth (David Boreanaz) e Brennan (Emily Deschanel) recebem o relatório escolar da sua filha e esta recebeu a pontuação máxima em todas as disciplinas. No entanto, o estagiário da semana, Oliver (Brian Klugman), repara que a tinta no relatório parece ter sido falsificada e decide averiguar a situação.Bones

Hodgins (T.J. Thyne) começa a compensar a sua má atitude ao comprar jóias caras a Angela (Michaela Conlin), mas todos sabemos que ela não liga a coisas materiais. Esta decide dar as jóias a Cam (Tamara Taylor) e diz que elas apenas serão devolvidas se Hodgins sair de casa e voltar a reunir-se com os amigos no bar pelo menos quatro vezes por mês. Palmas para a Angela e para o seu cérebro inteligente.

Aubrey (John Boyd), a meio do caso da semana, depara-se com um ficheiro acerca do seu pai, que fugira do país há 18 anos e está desaparecido desde então. A analista de comportamento, Karen (Sara Rue), revela a verdade a Aubrey: o seu pai voltou ao país há seis meses e anda atrás dele. Finalmente uma história minimamente interessante para Aubrey – o qual, devo dizer, tem falhado redundantemente em preencher o lugar vazio deixado após a morte de Sweets (John Francis Daley).Bones

O final do episódio de Bones, como sempre, dá o protagonismo a Booth e Brennan, que eventualmente descobrem que a professora da sua filha ficou sem tinta numa caneta e utilizou outra para terminar o relatório. Não, a criança não fez batota e é mesmo um génio.

Devo dizer que começo a ficar cansado que o protagonismo final vá sempre para este casal porque há outros que merecem tanta ou mais atenção – especialmente Cam, que ultimamente parece passear apenas pelo laboratório e pouco ou nada faz.

NOTA: 7/10