A notícia que todos receavam terá chegado pela boca da equipa médica do Hospital de Santo António, no Porto, que se encontra a acompanhar a situação clínica de Angélico Vieira.

Segundo o jornal Público, o actor e cantor terá deixado de respirar espontaneamente, o único sinal vital que mostrava ainda existir actividade cerebral. Angélico Vieira, de 28 anos, está internado na Unidade de Cuidados Intensivos deste hospital desde sábado, depois de ter sofrido um grave acidente de viação nessa madrugada, que resultou num traumatismo crânio encefálico, com perda de massa encefálica.

No veículo seguiam ainda Hélio Danilson Filipe, de 25 anos, que teve morte imediata e Armanda Leite, de 17, que ficou gravemente ferida e permanece internada com prognóstico reservado.

O único ocupante que trazia cinto de segurança, Hugo Mendonça Pinto, sofreu apenas ferimentos ligeiros.

Não há para já um comunicado oficial do hospital e os próprios órgãos de comunicação social estão a apresentar versões contraditórias sobre os factos. Segundo as últimas informações veiculadas pela Agência Lusa, não existe ainda qualquer declaração de óbito, mas confirma-se o agravamento no estado de saúde do artista, sendo que o Público aponta para o início da noite o surgimento deste comprovativo.

Para ser declarado o falecimento é necessário que, após confirmada a situação de morte cerebral, dois médicos a confirmem e seja dada autorização para que o suporte básico de vida seja desligado.

(Em actualização. Última às 18h44.)