Morreste-me

Untitled-1

Autor do mês de novembro: “Morreste-me”

Há quem lhe chame “agonia literária”. Com uma capacidade de desbravar as emoções humanas e torna-las traduzíveis em palavras, José Luís Peixoto partilha, na sua obra Morreste-me, de forma despudorada, despida de preconceitos e de vergonha, o que é, para um filho, perder o pai. O luto, o vazio, e, em simultâneo, a necessidade (mesmo sem vontade) de continuar, de viver. Porque o mundo existe e não mudou, embora tudo esteja paradoxalmente diferente....