O Espalha-Factos terminou. Sabe mais aqui.
Festival Sol da Caparica
Fotografia: Sol da Caparica/Divulgação

APPEE pede inquérito aos problemas no Festival Sol da Caparica

Em carta aberta ao Ministério da Cultura e ao município de Almada, a Associação Portuguesa de Profissionais dos Espetáculos e Eventos (APPEE) requeriu a realização de um inquérito ao Festival Sol da Caparica, que decorreu entre 11 e 15 de agosto. O objetivo é conseguir apurar possíveis problemas técnicos e logísticos durante a realização do evento musical.

De acordo com informações apuradas pela agência Lusa, através da carta aberta, a APPEE pretende esclarecer todos os acontecimentos ocorridos durante o festival, que levaram a múltiplos atrasos e até a diversos cancelamentos no programa do festival, afetando artistas como The Legendary Tigerman, Miguel Ângelo e Os Quatro e Meia. O principal objetivo da associação foca-se na opinião pública, tentando alertar publicamente os organismos da tutela, de maneira a elucidar o público em relação aos referidos acontecimentos.

“Temos o dever de manifestarmos a nossa solidariedade com todos os profissionais e artistas que se viram afetados por estes acontecimentos e relembramos que estes profissionais viram as suas vidas canceladas e procuram retomar esforçadamente as suas atividades depois de dois anos volvidos sem que à vasta maioria destes trabalhadores independentes fossem atribuídas as condições de elegibilidade para beneficiarem de adequados apoios do Estado”, menciona a carta.

Um destes artistas, Miguel Ângelo, conta a própria experiência no Instagram. “Percebia-se, desde manhãzinha cedo, no ensaio de som, que as questões técnicas e práticas do palco Free Now n’O Sol da Caparica estavam muito aquém do que é necessário para um festival com esta dimensão”, revela. O artista viu a sua atuação ser cancelada “após duas canções e meia do início do meu (des)concerto ontem à noite – depois de um atraso de três horas (estava previsto às 21h20 e entrei em palco às 00h17)”.

Em resposta às críticas, o Grupo Chiado, um dos organizadores do festival, afirma que o Sol da Caparica esgotou todos os seus bilhetes, todos os dias, facto que o grupo considera ser “inquestionável” e que “inequivocamente cala os que injustamente criticam”, de uma forma que o organizador considera “ínvia e injusta”. Já no que toca ao requerimento da APPEE, o Grupo Chiado diz que o mesmo coloca “em causa o profissionalismo dos seus próprios colegas de trabalho”.

Lê também: Manuel Luís Goucha renova contrato com a TVI até 2024 — mas tem novas condições

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.