Adele

Spotify retira ‘shuffle’ de álbum de Adele para preservar narrativa original

A cantora pediu à plataforma para remover essa opção do seu novo álbum.

A cantora britânica Adele pediu ao Spotify para remover a opção de shuffle do novo álbum, e a plataforma de streaming acedeu ao pedido.

Para celebrar o lançamento do seu quarto álbum de estúdio intitulado 30, a cantora quis que os fãs ouvissem as músicas pela ordem que ela as escolheu, para conseguirem experienciá-lo de uma forma autêntica. No entanto, quando selecionado um álbum para ouvir no Spotify, o método de reprodução predefinido é o shuffle, que reproduz as músicas de uma forma aleatória, e foi isso que Adele quis evitar.

O novo projeto da cantora e compositora revela-se bastante pessoal, e segundo a crítica, é o seu trabalho mais honesto até à data. A cantora passou recentemente por um divórcio e recorreu à música como uma forma de expressar as suas emoções. Para além da sua separação, 30 também aborda outros assuntos como a experiência como mãe, e os aspetos negativos que vêm com a fama.

Sendo este um projeto tão pessoal, a tracklist foi pensada com muito cuidado de maneira a contar uma narrativa ao ouvinte, no entanto, a opção de reproduzir aleatoriamente diminuiria o seu significado. Então, Adele fez um pedido ao Spotify para retirarem essa opção dos seus álbuns, e a plataforma de streaming assim fez, ocultando a opção de shuffle.

Num post na rede social Twitter, Adele agradece a colaboração. “Este era o único pedido que eu tinha na nossa indústria que está sempre em constante mudança! Nós não criamos álbuns com tanta preocupação e reflexão na nossa lista de música por nenhuma razão. A nossa arte conta uma história e as nossas histórias deviam ser ouvidas como nós entendemos. Obrigada Spotify por ouvires”.

O conceito de álbum tem perdido cada vez mais o seu significado artístico hoje em dia, com a indústria e o público a focarem-se mais em temas individuais. Este passo tem sido visto como um movimento em direção a uma maior valorização do trabalho dos artistas na conceptualização e curadoria de um álbum.