Para Sempre bateu recorde negativo.
TVI / Divulgação

‘Para Sempre’ regista mínimo de audiências

Para Sempre, a nova novela da TVI, registou esta segunda-feira (15) o seu resultado mais baixo de audiências. A história protagonizada por Diogo Morgado e Inês Castel-Branco perdeu ficou abaixo dos 700 mil telespectadores.

Uma semana após a estreia, a nova história das noites da TVI bateu o seu recorde negativo ao ser acompanhada por apenas 686 mil telespectadores, o equivalente a 7,2% de audiência média e 20,8% de quota de mercado. A novela nunca conseguiu vencer a ficção da SIC, só conseguiu impor-se no final contra a Agricultora (5,7% / 20,3%), perdendo para Amor Amor Vol. 2 (10,2% / 22,6%) e A Serra (8,5% / 24,6%).

Ouve a análise de ‘Para Sempre’

Porém, a novela mais vista do dia pertenceu à TVI, com Festa é Festa II a segurar 992 mil telespectadores, o correspondente a 10,5% de audiência média e 22,8% de quota de mercado. De referir que nenhuma novela em exibição nesta segunda-feira conseguiu superar a fasquia do milhão de telespectadores, ficando atrás do que começa a ser o habitual primeiro lugar – o Jornal da Noite da SIC (12,4% / 24,1%) – e até de O Preço Certo, programa de Fernando Mendes, que voltou a subir aos 11,0% de rating e 23,3% de quota de mercado, sendo o programa não-informativo mais visto do dia e superando a ficção das generalistas portuguesas.

Nos totais diários, apesar do fraquejo da ficção nacional, a SIC manteve o primeiro lugar das audiências com 19,4% de share médio, seguida da TVI com 17,5% e da RTP1 com 13,3%. No cabo, como sempre, a CMTV marcou o primeiro lugar com 4,8%.

Portugal em Direto bate máximo, Cristina alcança o segundo lugar

Cristina ComVida
Fotografia: TVI / Divulgação

O informativo das tardes da RTP1 continua a sua subida e registou o melhor resultado anual de quota de mercado. Portugal em Direto foi acompanhado por 568 mil telespectadores, o equivalente a 6,0% de audiência média e 18,2% de share, chegando a superar a barreira dos 20% de quota de mercado nos momentos finais.

Fora do comum foi também o resultado de Cristina Comvida que conseguiu superar as novelas brasileiras da SIC. O talk-show da acionista da TVI foi acompanhado por 542 mil telespectadores, o mesmo que 5,7% de audiência média e 15,6% de quota de mercado. No entanto, no confronto direto, Orgulho & Paixão (5,6% / 15,7%) viu-se ultrapassada pela concorrente da TVI a meio da emissão, sendo que Fina Estampa (6,3% / 15,5%) nunca conseguiu superar as audiências de Cristina Ferreira, que acabou por entregar uma boa herança para o Diário de Big Brother (8,2% / 17,6%), que deixou os Agricultores (7,0% / 16,5%) no terceiro lugar.

Outros destaques:

  • Dois às 10 regressou à liderança das manhãs. O programa das manhãs da TVI foi acompanhado por 298 mil pessoas, ficando à frente das 292 mil da SIC. Em média, o formato apresentado por Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz registou 3,2% de rating e 20,5% de share, vencendo a Casa Feliz (3,1% / 20,1%) e a Praça da Alegria (1,8% / 11,9%).
  • Júlia continua à frente de Goucha. O programa das tardes da SIC registou 3,7% / 17,1% contra 3,3% / 15,2% da TVI, com Tânia Ribas de Oliveira a ficar com apenas 2,0% / 10,2%.
  • Bom Sucesso (4,3% / 21,8%) e Tempo de Amar (3,5% / 22,3%) foram as apostas mais vistas nos seus horários. A ficção da SIC venceu o Extra do Big Brother (2,7% / 18,4%) e as apostas da RTP1, que nunca superaram os 5% de quota de mercado.
Já segues o Espalha-Factos no Instagram?

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.