Daniela Melchior
Fotografia: Instagram/ Daniela Melchior

Web Summit. Daniela Melchior fala de importância da saúde mental

Esta quinta-feira (04), Daniela Melchior foi recebida num palco lotado da Web Summit. Em entrevista com o radialista da RFM, Rodrigo Gomes, Daniela Melchior contou como tem sido a sua experiência enquanto atriz de Hollywood.

Durante a conversa, Melchior revelou que, antes de voar para os Estados Unidos, onde viria a trabalhar como Rat Catcher no filme Suicide Squad, teve uma colite nervosa e foi hospitalizada. “Acho que nunca disse isto em nenhuma entrevista e só estou a dizer isto porque a saúde mental é muito importante”, começou por contar.

Durante as gravações do projeto de James Gunn, tentou manter-se focada. “O meu foco era trabalhar o mais possível e estar preparada para que este não fosse o meu último projeto em Hollywood. Mas tive um colapso, a minha mente sentiu muito a pressão. Tive de ir ao hospital para receber medicamentos intravenosos. Depois, comecei a meditar e a praticar mindfullness. Saúde mental é extremamente importante”, alertou a atriz.

Desta forma, nos intervalos entre cenas do Suicide Squad, Melchior aproveitou para dormir ou meditar. “Talvez fosse uma defesa, porque preferia desligar do que pensar demasiado”, contou.

Mais tarde nesse dia, Daniela Melchior subiu ao palco do Altice Arena para reafirmar a importância da saúde mental no trabalho de um ator, especialmente na era das redes sociais. Contou que a sua vida mudou radicalmente com a participação na sequela de Suicide Squad. Na altura da estreia, desligou as notificações para se focar no trabalho e em si mesma. “Quando o filme saiu, eu estava presente nas redes, mas com os pés bem assentes na terra. Correu muito bem, mas podia ter corrido muito mal. Nunca sabes onde vais parar. Um dia, posso vir a interpretar uma personagem com a qual o público não se relaciona”, salientou.

Desde que a sua fama atingiu proporções internacionais, Melchior tem comunicado com os fãs online e partilhado a arte que fazem sobre a Rat Catcher. “Uma coisa é ter treino mediático, outra é ser uma espécie de ‘deusa acessível’, como os meus fãs brasileiros me chamam porque eu falo com eles no Twitter e dou-lhes os parabéns quando me pedem. Por isso, pensei mesmo em focar-me na minha saúde mental antes do filme sair”, afirmou.

As redes sociais são um fator de stress acrescido para os atores, explicou Melchior: “Ganhei a lotaria com a Rat Catcher porque, na altura, em Portugal, as pessoas que tinham mais presença nas redes sociais também tinham os melhores papéis. Então eu sentia uma pressão enorme. Agora, as coisas estão diferentes e atores menos conhecidos estão a fazer séries na Netflix. [Com o Suicide Squad] sinto-me muito aliviada por não ter de ser uma influencer”.

De Portugal para o Mundo

Durante a entrevista com Rodrigo Gomes, Daniela Melchior explicou como ganhou o papel de Rat Catcher. “Fiz o meu primeiro filme em Portugal e um manager de Los Angeles viu o trailer e, embora não percebesse português, sentiu que tinha de me conhecer. Encontrou o meu Instagram, percebeu que falava inglês e falou com o meu agente para eu fazer audições. Comecei a fazer self tapes e a minha terceira foi para o Suicide Squad. Ligaram-me e disseram que queriam que eu viajasse para Atlanta para gravar”, contou.

Contudo, só lhe explicaram que tinha de trabalhar com ratos vivos quando aterrou: “Assinei um contrato sem saber nada”. Por isso, surpreendeu-se quando, a poucos meses das filmagens, leu o guião e percebeu que entrava no filme inteiro.

Neste momento, está a filmar um novo filme em Barcelona, sobre o qual não pode avançar com mais informações. Para além disso, faz parte do elenco do filme Assassin Club, que vai estrear em 2022. Apesar do sucesso internacional, a atriz não se imagina a emigrar. “Não me imagino a viver em Los Angeles. Lisboa é muito central e posso ir para todo o lado”. A atriz avançou que tem ainda projetos em Hollywood para o próximo ano, que não pode revelar.

 

Artigo atualizado às 19:18 com a correção de informações acerca da altura da hospitalização de Daniela Melchior devido a uma colite nervosa.