Festa é Festa audiências
TVI Divulgação

Audiências. ‘A Festa’ impulsiona TVI para a liderança

No dia da esperada A Festa, bem como do culminar da primeira temporada de Festa é Festa, a TVI alcançou com facilidade a liderança na média geral deste sábado (25). O “episódio mais longo da história” da televisão, como descreveu Cristina Ferreira, foi o mais visto do dia, por mais de um milhão de espectadores.

Conclusão de Festa é Festa lidera, mas estreia de Pecado perde para Terra Nossa

De acordo com os dados totais do dia (Live+VOSDAL), da responsabilidade da GfK/CAEM, o final da primeira temporada de Festa é Festa renovou sem dificuldades a liderança nas noites de sábado. Com 1,175 milhões de espectadores, a trama da estação de Queluz de Baixo foi o programa mais visto do dia, tendo atingido 12,4 pontos de audiência e 25,8% de share.

A anteceder o novo capítulo, o segmento Festa é Festa – Hóquei em Paris (10,7% / 21,5%) também liderou. Na SIC, Amor, Amor (10,1% / 20,7%) ficou sempre em segundo lugar e ficou abaixo da marca do milhão, com 957 mil espectadores.

Na sequência do horário nobre, a estreia da série Pecado no canal quatro (9,1% / 21,5%) iniciou-se na liderança, mas acabou por deslizar para segundo lugar. Terra Nossa – Luxemburgo (8,6% / 21,6%) apanhou a liderança a partir das 22h50 e não a largou mais até ao fim da emissão.

O Clube
Fotografia: SIC/Divulgação

Mais tarde, a estreia da série O Clube (4,2% / 17,3%) correu melhor à estação de Paço de Arcos. O formato liderou em toda a sua emissão, frente a Big Brother – A Semana (3,5% / 14,0%).

A Festa impulsiona daytime da TVI

O bloco matinal do especial A Festa, em que realidade e ficção se cruzaram, atingiu 5,2 pontos de rating e um share de 20,1%. Este valor permitiu à TVI liderar entre as 10h e as 12h, tendo vencido a totalidade do confronto direto com Estamos em Casa (2,5% / 12,%). Só com a vinda de O Nosso Mundo (6,4% / 20,3%), no final da manhã, é que o terceiro canal recuperou a liderança.

Durante a tarde, a liderança de A Festa foi ainda mais expressiva, tendo fidelizado 8,2% de audiência média e 22,5% de quota de mercado. O especial, que foi emitido entre as 14h e as 20h, liderou de forma totalmente ininterrupta, após o término do Alta Definição (7,8% / 20,4%), com Francisco Pinto Balsemão, que ainda deu momentos de liderança à SIC.

O E-Especial (5,5% / 16,6%) e Alô Marco Paulo (4,5% / 12,2%) não tiveram hipótese e ficaram sempre em segundo lugar. A estação de Paço de Arcos deslizou ainda para terceiro lugar ao final da tarde, com o arranque de O Preço Certo (5,5% / 12,8%).

Nas contas do dia, a TVI atingiu uma liderança segura de 19,4% de shareA SIC cedeu a liderança e não foi além de 16,0% de quota de mercado, enquanto a RTP1 voltou a amargar um valor abaixo dos 10%, com 8,6% de share.

Outros destaques:

  • O Primeiro Jornal (8,5% / 22,5%) resistiu às investidas da TVI e permaneceu um oásis de liderança para a SIC, tendo superado o Jornal da Uma (7,9% / 20,8%) e o Jornal da Tarde (4,9% / 13,0%).
  • A tarde da RTP1 também sofreu com A Festa: Mesa Portuguesa… Com Estrelas com Certeza (1,7% / 5,1%) e 7 Maravilhas da Nova Gastronomia – Final (1,2% / 3,8%) marcaram mínimos de audiência e share.
  • Da mesma forma, também o Jornal da Noite (10,7% / 21,8%) se manteve na liderança, mas o Jornal das 8 (9,9% / 20,4%) liderou na primeira meia-hora. O Telejornal (7,8% / 16,3%) posicionou-se em terceiro lugar.