Pedro Teixeira é Tomé em Festa é Festa
Fotografia: TVI / Divulgação

‘Festa é Festa’ lidera com vantagem de 200 mil espectadores

Festa é Festa foi o programa mais visto na televisão portuguesa este sábado (21) e conseguiu distanciar-se largamente da SIC, que emitia Patrões Fora. A vantagem da telenovela não evitou, contudo, que a TVI voltasse a perder o dia.

O episódio da principal aposta de ficção nacional da estação de Queluz marcou 11,3% de audiência média e 24,1% de share, sendo o único programa do dia a superar a barreira de um milhão de espectadores de rating. A série cómica feita no cenário de Casa Feliz ficou-se por 8,8% de audiência e 19,2% de share, só conseguindo liderar depois do final de Festa é Festa, contra a repetição de Mental Samurai (6,5% / 17,2%).

O concurso apresentado por Pedro Teixeira perdeu também contra o compacto de Quem Quer Namorar com o Agricultor? (4,6% / 17,9%), que marcou o melhor share desde a estreia e venceu também O Amor Acontece (3% / 12%) e o magazine GTI (1,2% / 6,4%).

Na RTP1, não foram famosos os resultados do horário nobre. É Urgente o Amor (4,4% / 9,4%) bateu mínimo de share e, depois disso, a repetição de Não Te Esqueças da Letra (2,8% / 7,2%) registou mínimos de audiência e quota de mercado.

O canal público voltou a ficar abaixo dos 10% de share nos totais diários, fechando com uma média de 9,3%. A SIC liderou com 16,4%, um valor mais de três pontos percentuais abaixo da média anual, e a TVI ficou-se por 14,6%. Nos últimos sete dias, a RTP1 só atingiu os 10% de quota de mercado em dois.

Outros destaques

  • A série cómica Reunião, em repetição nas tardes de fim de semana da RTP2, marcou o melhor resultado do ano: 1% de audiência média e 3,5% de share.
  • O Alta Definição com Tiago Aldeia obteve o pior resultado do ano: 6,5% de audiência média e 19,6% de share. Em sentido contrário, Conta-me com Santiago Lagoá, emitido na TVI depois do programa da SIC, foi líder com 5,4% de audiência média e 17,7% de share.
  • Aqui Portugal (2,4% / 10,1%) aguentou-se acima dos 10% durante a manhã, mas acabou por cair para um dos piores resultados do ano na emissão da tarde, que não foi além de 2,2% de audiência média e 7,6% de share. Os concorrentes Alô Marco Paulo (4,4% / 14,3%) e Em Família (4,2% / 13,7%) mantiveram-se numa disputa apertada até à chegada de O Preço Certo (5,1% / 14,3%), que conseguiu liderar.
  • A dispersão de público afetou os resultados dos noticiários. Jornal da Noite (9,2% / 20,7%) foi líder, mas com valores abaixo da média anual, e superou Jornal das 8 (7,4% / 16,9%) e Telejornal (6,7% / 15,7%).
  • Estamos em Casa (2,2% / 13%) contou com a apresentação de Liliana Campos e foi líder incontestável a partir do momento que terminou Bom Dia Portugal (1,7% / 15,7%), que nem ao fim-de-semana larga o primeiro lugar. A TVI perdeu sempre, com Diário da Manhã (0,9% / 9,9%), Vida Animal (1% / 7,4%), Inspetor Max (2% / 11,5%), Querido, Mudei a Casa (2,9% / 13,9%) e Vivavida (3,9% / 13,8%).
Lê também: Autárquicas 2021: RTP aposta em mega-operação com 22 debates
Dados de audiência Total Dia (Live+VOSDAL) da responsabilidade da GfK/CAEM.