Jornal da Uma
João Fernando Ramos. Fotografia: Hugo Garrido

João Fernando Ramos “estava desanimado” na RTP

Em entrevista ao programa Conta-me com Maria Cerqueira Gomes o jornalista falou da mudança para a TVI

João Fernando Ramos esteve à conversa com Maria Cerqueira Gomes no programa Conta-me da TVI. Durante a entrevista, o jornalista, recém chegado ao quarto canal, abordou a mudança da RTP para a TVI afirmando que “estava desanimado”.

Passados 30 anos no canal público, João Fernando Ramos mudou-se para a TVI em julho de 2020. Agora, ao lado de Maria Cerqueira Gomes, foi altura de recordar o início da carreira. Nascido na Lousã, foi na cidade de Coimbra que descobriu a paixão pelo mundo da rádio. Contudo, os pais não gostaram muito da ideia, mas acabaram por apoiar o jornalista ao perceberem que o seu futuro passaria pela comunicação.

Ao falar dos pais, refere a mãe como uma pessoa “muito independente”, afirmando que, mesmo possuindo essa característica, lhe telefona todos os dias para saber como está. Em relação ao pai, o jornalista confessou a Maria Cerqueira Gomes as saudades que sente. “Tenho muitas saudades do meu pai, imensas”. 

Numa nova casa, o profissional não esquece os anos que passou na estação de serviço público. “Tive o privilégio de estar nesse grupo e aprender com os mais velhos que lá estavam”, afirma. Contudo, apesar de ter passado vários anos na televisão o carinho pelo mundo da rádio, local onde aprendeu a improvisar, não está esquecido. “A rádio era e ainda é uma grande paixão. Tenho saudades”.

Porém, mesmo elogiando a RTP e deixado uma nota de agradecimento por tudo o que consegui aprender, o jornalista refere que já não estava feliz no canal. “Faltava ali o clique, estava a ficar desanimado, frustrado”, afirma. O jornalista revelou ainda que quando recebeu a proposta da TVI para trabalhar no canal não demorou muito tempo a chegar a uma conclusão. “Quando me desafiaram para agarrar o projeto pensei 15 minutos”, refere João Fernando Ramos, salientando que está muito feliz no novo canal. Atualmente o jornalista tem a seu cargo a direção da TVI no Porto. 

O jornalista esteve durante 30 anos na RTP onde conduziu vários formatos, quase todos no centro de produção do norte. Durante alguns anos esteve à frente do Jornal da Tarde e em 2013 mudou-se para a RTP2. No canal destaca-se ainda o trabalho na coordenação do jornal de horário nobre da RTP2, o Jornal 2.