Britney Spears canta em evento de Ano Novo

Pai de Britney Spears aceita abandonar função de tutor legal da cantora

Jamie Spears, pai de Britney Spears e seu tutor legal desde 2008, prepara-se para abandonar a tutela, de acordo com uma comunicação enviada ao tribunal e citada pela CNN.

A decisão do atual co-tutor acontece depois de meses de pressão por parte dos fãs de Britney e apoiantes do movimento #FreeBritney, que sofreu um impulso após o lançamento, em março, do documentário Framing Britney Spears, e das declarações da cantora em tribunal no mês de junho, em que descreveu um cenário de horror e maus-tratos por parte da família.

Jamie Spears gere, atualmente, todo o património e carreira da princesa da pop, uma das mais prolíficas artísticas norte-americanas. Agora, que admite abandonar esta função, os seus representantes legais sublinham que “não há nenhum fundamento real para suspender ou retirar o Sr. Spears da função de tutor designado pelo Estado” e levantam dúvidas sobre se “uma mudança de tutor seria do melhor interesse da Sra. Spears“.

No entanto, e ao mesmo tempo que se queixa de ser “alvo incessante de ataques injustificados“, afirma que “não acredita que uma batalha pública com a filha sobre a continuação dos seus serviços como tutor seria do interesse dela” (…) “portanto, embora deva contestar esta petição injustificada para sua retirada do cargo, o Sr. Spears pretende trabalhar com o Tribunal e o novo advogado da filha para preparar uma transição organizada para um novo conservador“.

Advogado de Britney quer “continuar investigação profunda sobre a conduta do Sr. Spears”

Numa primeira reação, o advogado de Britney Spears, Mat Rosengart, afirma que estão satisfeitos que o pai da cantora e os seus representantes legais tenham “admitido que ele deve ser retirado“, de acordo com a reivindicação feita por Britney Spears, mas não escondem desapontamento por aquilo que dizem ser “ataques vergonhosos e condenáveis que têm sido feitos, continuamente, contra a Sra. Spears e outros“.

Esperamos prosseguir com a nossa investigação aprofundada sobre a conduta do Sr. Spears, e de outros, nos últimos 13 anos, enquanto se apropriou de milhões de dólares do património da filha“, realça. “Estou ansioso para receber o depoimento, sob juramento, do Sr. Spears (…) Entretanto, em vez de fazer falsas acusações e atacar a própria filha, o Sr. Spears deve permanecer em silêncio e afastar-se imediatamente“, aponta.

Jamie Spears tem sido um dos tutores do património e da carreira de Britney. Em julho, durante uma audiência, a artista afirmou a intenção de apresentar uma queixa contra o pai por conduzir uma “tutela abusiva” e considerou o acordo, que lhe retirou qualquer autonomia na gestão da sua vida pessoal e profissional, “uma crueldade“.

Em 2008, o progenitor da artista ficou responsável pela condução da sua vida, depois de um internamento psiquiátrico e vários escândalos públicos. A partir daí, todas as ações de Britney passaram a ter de ser aprovadas por Jamie Spears.

Recorda o episódio do Fita Isoladora onde se discutiu o caso: