DaBaby
Fotografia: PortalRapMais

DaBaby criticado após comentários homofóbicos em concerto

Dua Lipa, que colaborou com o rapper, afirma-se "horrorizada"

O rapper DaBaby está a ser alvo de uma onda de críticas, após ter feito comentários homofóbicos, visando particularmente os infetados com o VIH/SIDA.

Estas afirmações surgiram no passado domingo (25), durante uma atuação no festival Rolling Loud, em Miami, e rapidamente se espalharam pelas redes sociais. A cantora Dua Lipa, que já colaborou com o artista, já veio demarcar-se do rapper enquanto T.I optou por defender a postura do colega e aquilo que considera ser a “sua verdade”.

“Se não apareceste hoje com VIH/SIDA ou qualquer uma dessas doenças sexualmente transmissíveis que nos matam em duas ou três semanas, liga a luz do teu telemóvel”, pediu. De seguida, fez o mesmo pedido às “senhoras” cujas vaginas cheirassem “a água”, bem como a homens que “não estão a chupar pilas no estacionamento”.

Com o escalar do volume de críticas, DaBaby partilhou um vídeo onde afirma que o concerto é “para quem pagou e gastou o seu tempo” para o ir ver. “Toda a gente mostrou o telemóvel aceso porque nem os meus fãs gay têm sida. Não são drogados”. O artista afirmou que não estava a fazer um “discurso retórico” mas sim “call to action”, uma vez que é um “artista ao vivo… o melhor artista ao vivo”.

Esta ação está a ser vista como um incitamento ao ódio, já que discrimina pessoas infetadas com o VIH/SIDA, mulheres e homossexuais. “Estou surpreendida e horrorizada com os comentários do DaBaby”, começou por escrever Dua Lipa nas redes sociais.

A cantora, que colaborou com o rapper numa nova versão do tema ‘Levitating’, admite que não reconhece a pessoa com quem trabalhou. “Sei que os meus fãs sabem onde está o meu coração e que estou a 100% com a comunidade LGBTQ. Precisamos de nos unir para combater o estigma e a ignorância em torno do VIH/SIDA”, disse.

Em Portugal, o relatório de 2020 do Programa Nacional para a Infeção VIH/SIDA mostra que os níveis de transmissão do vírus são superiores entre a população heterossexual, com 57,8% dos casos reportados.

Contrariamente a Dua Lipa, que rejeitou as palavras do artista, o também rapper T.I defendeu DaBaby, usando como exemplo Lil Nas X e o seu último videoclipe, ‘Industry Baby’. “Se tens o vídeo do Lil Nas X e ele vive a sua verdade, com certeza vais ter pessoas como o DaBaby a falar sobre a sua verdade”, disse o rapper sobre Lil Nas X ser abertamente gay. “Não há nada de errado com isso. Não tem de haver ódio. É tudo honestidade. Todos a viver a sua verdade”, terminou.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.