CNN Portugal
Fotografia: via Wikimedia/D.R.

CNN Portugal abre recrutamento. Canal quer “escrever novo capítulo na história dos media”

Grupo Media Capital abriu esta segunda-feira (26) o processo de recrutamento para a nova CNN Portugal. O canal, que já tem em marcha o processo de operacionalização para o arranque no final deste ano, procura “profissionais apaixonados por notícias” para integrar a equipa que vai iniciar as emissões.

Em comunicado, a CNN Portugal afirma que o objetivo é “criar o maior canal de informação de referência em Portugal”, procurando para tal profissionais “independentes, empenhados e ousados”. Com candidaturas abertas até 31 de agosto no sítio oficial, o canal abre a busca por pivôs, jornalistas/repórteres, produtores de informação, coordenadores de régie, infografistas digitais e gestores de redes sociais.

Entre os requisitos para a candidatura está um curso superior concluído ou cursos de formação profissional na área do jornalismo e da comunicação. O processo de recrutamento, cujas inscrições são complementadas com a resposta a várias questões de apresentação e um vídeo de curta duração, terá quatro fases, que incluem uma formação profissional para pivôs e jornalistas.

Luís Cunha Velho, presidente executivo do grupo, afirma ao site SELFIE que o objetivo passa por “lançar um jornalismo com marca no país, para transmitir 24 horas por dia. O desafio é grande, pelo que procuramos profissionais que queiram escrever um novo capítulo na história dos media em Portugal”.

Lançamento do canal já está a ser operacionalizado

Dois meses depois do anúncio da chegada da CNN Portugal, a Media Capital revelou na passada quarta-feira (21) o logótipo oficial do canal informativo. O grupo de media garante que já começou a “operacionalizar” o lançamento, que entra no ar no último trimestre de 2021. Em comunicado interno enviado aos colaboradores da Media Capital, citado pela agência Lusa, Luís Cunha Velho explicou que já se está “a operacionalizar o lançamento da CNN Portugal”, uma operação que surge em “estreita colaboração” com o canal norte-americano.

O canal, que irá “nascer com uma cultura multiplataforma” e vem substituir a TVI24, terá em breve anunciadas novidades relativas à grelha e aos rostos que vão fazer parte da nova equipa, garantiu o presidente executivo da Media Capital.

Lê também: CNN Portugal terá redação separada da TVI e tira entretenimento de Queluz

Canal chega no final do ano, liderado por Nuno Santos

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários (CMVM), o grupo Media Capital anunciou, no final de maio, a assinatura do memorando com o grupo Turner Broadcasting System Europe para um “acordo de licenciamento que prevê a criação da CNN Portugal.

O novo canal será programado e operado pela holding portuguesa, com a rede norte-americana a oferecer formação e consultoria aos profissionais nacionais, e também o acesso a todo o portefólio da CNN. Esta parceria acontecerá em moldes semelhantes àquela que permitiu o lançamento da CNN Brasil, que é operada pela empresa Novus Mídia desde 2020.

A liderança da nova aposta estará encarregue a Nuno Santos, atualmente Diretor Geral da TVI, cargo que assumiu em janeiro de 2020.