cultura
Fotografia: Inês Lacerda

Fotogaleria. ‘Demasiado Teimosos para Desistir’, profissionais da cultura voltam a manifestar-se

O Espalha-Factos acompanhou a manifestação, em Lisboa, que contou com centenas de profissionais do setor.

O palco dos profissionais do mundo do espetáculo e da cultura voltou a ser diferente do desejado na passada quarta-feira, 30 de junho. Com início no Marquês de Pombal e em direção aos Restauradores, centenas de promotores culturais, artistas e técnicos de eventos saíram à rua para protestar contra a atual situação do setor cultural, um dos que mais tem sofrido com a pandemia.

Durante a manifestação, organizada pela APSTE – Associação Portuguesa de Serviços para Eventos, em colaboração com a APEFE – Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos, foram distribuídas várias t-shirts que tinham impressas mensagens, como “demasiado teimosos para desistir” e “esquecidos”, que expressavam a sensação de angústia e indignação sentida pelos manifestantes. Há mais de um ano que a situação está muito complicada para quem vive da cultura, e o setor queixa-se que as ajudas não têm sido suficientes.

Lê também: Do Património ao cinema e setor livreiro. Onde vai a Cultura gastar os 243 milhões do PRR?

À medida que se ia descendo a Avenida da Liberdade, local da capital portuguesa onde estão se situam várias das salas mais icónicas do país, os manifestantes iam parando à frente dos estabelecimentos culturais – como, por exemplo, do Cinema S. Jorge -, para bater palmas.

Entre vários artistas, marcaram presença na manifestação membros da banda Xutos e Pontapés, como Tim, o músico e comediante Jel, Tiago Pais Dias, da banda Amor Electro, o produtor de espetáculos Álvaro Covões, e o ator Filipe Vargas.

Vê aqui a nossa fotogaleria.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.