Emmys 2020
Fotografia: Lux24 / DR

Emmys. Novas regras permitem reconhecimento como “artista” em vez de “ator” ou “atriz”

A edição dos Emmys deste ano traz consigo algumas mudanças. A Academia da Televisão vai dar a oportunidade aos nomeados de escolher uma descrição sem género. Por outro lado, documentários que pensem em inscrever-se para nomeação aos Óscares passarão a estar de fora dos Emmys.

Depois de uma edição completamente diferente das anteriores, as mudanças continuam a chegar aos Emmys. Numa altura em que se pede mais inclusividade a  tomou uma decisão que pretende agradar a todos. A partir da próxima edição, os nomeados poderão escolher ser reconhecidos por ‘artista’, em vez de ‘ator’ e ‘atriz’.

A mudança surge em resposta aos vários apelos para eliminar categorias baseadas no género, como Melhor Ator e Melhor Atriz. Isto permitiria reconhecer toda uma nova panóplia de profissionais da televisão que não se identifiquem com o género binário (masculino e feminino). Até ao momento são poucos os profissionais que não se encaixam nessa caixa a ser premiados pelas grandes organizações.  

Estar fora da “caixa” binária e /ou cisnormativa significa encaixar-se no espectro não binário. Por sua vez, isto é não se identificar como homem ou mulher e/ou o que está associado a estes termos. Contudo, apesar do passo importante, a Academia da Televisão não irá alterar os nomes das categorias. Isto significa que a descrição que estará presente na estatueta será mais inclusiva.

looks emmys 2020
Alguns nomeados aos Emmys em 2020 (Fotografia: Instagram.)

No comunicado, a organização referiu que “nenhuma categoria performativa intitulada de ‘Ator’ ou ‘Atriz’ teve um requisito de género para as inscrições“. Os nomeados e/ou vencedores podem pedir que o “certificado de nomeação e estatueta do Emmy tenha o termo ‘Artista’, em vez de ‘Ator’ ou ‘Atriz'”. 

A distinção entre Cinema e Televisão

As mudanças não se ficam pela tentativa de aumentar a representatividade na premiação. A organização responsável por escolher quem é nomeado e quem é vencedor declarou que certos filmes deixarão de poder estar nomeados. O comunicado refere que qualquer filme que esteja ou possa vir a estar indicado para a nomeação de Melhor Documentário ou Melhor Documentário de Curta-Metragem dos Óscares deixará de ser elegível para reconhecimentos dos Emmys. 

A decisão mostra-se como resposta às críticas que surgiram em 2020 e 2021. Na altura, a Academia da Televisão tomou a decisão de se recusar a considerar documentários que estivessem nomeados para os Óscares. Porém, documentários que queriam ser nomeados aos Óscares continuavam a ser considerados.

O comunicado refere ainda que “qualquer filme colocado na plataforma de visualização AMPAS [Academia de Artes e Ciências Cinematográficas] será considerado um filme cinematográfico e, portanto, não será elegível para a competição dos Emmys”.