Orgulho e Paixão juntou-se a Viver a Vida no final de tarde da SIC
Fotografia: Globo/Divulgação

Audiências. ‘Viver a Vida’ e ‘Orgulho & Paixão’ marcam mínimos

As duas telenovelas da Globo bateram mínimos de audiências esta sexta-feira (28). Viver a Vida teve a audiência média mais baixa deste ano e a recém estreada Orgulho & Paixão teve o seu pior resultado em rating e share.

A telenovela de Manoel Carlos, Viver a Vida (6,1% / 21,2%) foi vista por uma média de 573 mil telespectadores e liderou do início ao fim frente ao concurso da TVI, Ver P’ra Crer (3,6% / 13,2%) e ao informativo Portugal em Direto (2,4% / 9,6%), da RTP1. 

A substituta de Etâ Mundo Bom!, Orgulho & Paixão, marcou 5,8% de audiência média e 17,4% de quota de mercado, sendo acompanhada por uma média de 551 mil telespetadores. A telenovela perdeu a liderança deixada por Viver a Vida para o Preço Certo (7,2% / 21,3%), que fidelizou aproximadamente 681 mil telespectadores. Na terceira posição, continua CristinaComVida (4,9% / 14,5%) que contou com cerca de 463 mil telespectadores. 

‘Amor Amor’ mantém-se como a telenovela mais vista 

Com a emissão do Jornal da Noite a prolongar-se até bem perto das 22h, Amor Amor foi o programa mais visto do dia e fidelizou 1 milhão 211 mil telespectadores. A trama de Romeu e Linda liderou na íntegra e impulsionou todo o horário nobre da estação. 

Festa é Festa (11,1% / 21,8%) que começou ainda estava o informativo da SIC no ar, chegou à liderança no intervalo comercial, mas assim que Amor Amor começou voltou para a segunda posição.

A Serra (10,3% / 24,7%) impôs-se frente aos minutos finais de Bem Me Quer (10,3% / 21,1%) e, depois, Amar Demais (8% / 19,6%).  

Tempo de Amar (6,1 / 22%) liderou do início ao fim contra Mulheres (3,1% / 14,7%), que viria a chegar à liderança frente a Golpe de Sorte: Edição Especial (1,8% / 11,7%). A trama de Maria do Céu bateu o seu record negativo de audiência média.  

Nas contas totais do dia, a SIC liderou as audiências, com 19,8% de share, a uma distância de 2,6 pontos percentuais da estação de Queluz. Longe das privadas, ficou a RTP1 com 11,4%. 

Lê também: Guia TV. Descobre o que ver em fim de semana de novidades

Outros destaques:

  • As manhãs continuam a sorrir à dupla João Baião e Diana Chaves, com mais uma vitória da sua Casa Feliz (3,3 %/ 21,5%) com uma diferença de 10 mil telespectadores sobre o Dois às 10 (3,2% / 20,6%). Na estação pública, Praça da Alegria (1,8% / 11,7%) manteve-se distante.
  • O Primeiro Jornal (6,7% / 26,6%) conduzido por Bento Rodrigues foi o programa com maior share da SIC, acompanhado por aproximadamente 636 mil telespectadores. Logo atrás, surge o Jornal da Uma (5,5% / 21,8%) que fidelizou 519 mil telespectadores e na terceira posição está o Jornal da Tarde (4,3%/16,4%), com 404 mil telespectadores. 
  • Ao início da tarde, o Linha Aberta (3,8% /1 8,5%) levou a melhor sobre A Única Mulher (3,7% / 18,2%), mas pela margem mínima. Os dois programas tiveram momentos de liderança, tendo ficado separados por 5 mil telespectadores. 
  • Quatro mil telespectadores separaram Goucha (3,7% / 18,1%) e Júlia  (3,7% / 17,5%) da liderança das audiências durante a tarde, com o programa da Quatro a conquistar a preferência do público. Na RTP1, A Nossa Tarde (1,3% / 6,6%) atingiu o valor mais baixo de audiência média deste ano. 
  • A emissão do Jornal da Noite (10,5% / 23,3%) seguiu na liderança. Atrás, ficaram os informativos Jornal das 8 (7,9% / 17,9%) e Telejornal (8% / 18,8%). 
Dados de audiências da GfK/CAEM para 28 de maio. Valores Live+VOSDAL.
Mais Artigos
Depois Vai-se a Ver e Nada
‘Depois, Vai-se a Ver e Nada’ regressa este mês com novos programas