Exército dos Mortos
Fotografia: Clay Enos/Netflix

Crítica. ‘Exército dos Mortos’ ambiciona demasiado e falha

O novo filme de Zack Snyder chegou ao serviço de streaming da Netflix. Exércico dos Mortos promete misturar vários géneros cinematográficos (nomeadamente zombies e assaltos), num resultado final louco e cheio de adrenalina. Será que correspondeu às expectativas? O Espalha-Factos viu o filme e conta-te o que esperar. 

Zack Snyder sempre foi considerado como um realizador com um estilo muito único, dando sempre prioridade ao estilo e metendo a substância um bocado de lado. Talvez o próprio tenha noção que é muito melhor realizador do que é escritor e tenha desenvolvido um estilo próprio para combater isso mesmo. 

Apesar de boa parte dos seus filmes não serem escritos por si, aqueles que foram (Sucker Punch e 300), ou até mesmo a sua versão de Justice League, são claros exemplos de um realizador talentoso que não sabe pegar em canetas. Exército dos Mortos junta-se agora a esta lista, mas com a agravante do estilo do realizador estar por todo o lado e ao mesmo tempo em lado nenhum. 

Exército dos Mortos acompanha um grupo de mercenários enquanto tentam assaltar um cofre retido no meio de Las Vegas, uma cidade que serve como uma autêntica prisão de zombies. Sendo esta uma mistura de géneros que, por algum motivo, ainda ninguém se tinha lembrado de fazer até hoje, a curiosidade estava aguçada. 

Fotografia: Netflix/Divulgação

Snyder, que serve como cinematógrafo no seu próprio filme, vai fotografando as suas personagens enquanto segura a câmara, sempre muito tremida, numa tentativa de dar um ar caótico a cenas que, infelizmente, são extremamente aborrecidas. Infelizmente, Exército dos Mortos é um daqueles filmes que tentam ser demasiado sérios quando deviam ser só parvos do início ao fim. 

Num elenco que tem tantos nomes conhecidos como desconhecidos, toda a gente vai dando o seu melhor tendo em conta as falas que lhes foram dadas para entoar. Ella Purnell tem uma das cenas mais emocionantes do ano, mostrando que é uma atriz a ter em conta para o futuro, e um dos maiores destaques de Exército dos Mortos. No entanto, a grande estrela deste filme é Dave Bautista que, mais uma vez, disse presente e deu a ideia que podia, de forma muito fácil, tornar-se uma estrela de ação do cinema atual. Para além disso, Bautista também mostra que tem talento para mais que este tipo de papéis, por isso é esperar para ver o que o futuro lhe reserva. 

Enquanto a maneira como os zombies foram construídos neste filme, sendo um toque diferente daquele que lhes costuma ser dado, o resto não teve o mesmo toque. As personagens são desinteressantes e estéreis, e muito pouco pode ser extraído dali. Para além da história, a cinematografia não ajudou em nada ao desenvolvimento da história. Muitas vezes era confuso e difícil tentar perceber o que estava a acontecer na imagem, muito por culpa de Snyder tentar fazer algo diferente do que costuma ser o seu registo. 

Fotografia: Netflix/Divulgação

No entanto, no meio disto e como já foi mencionado, quando o filme não tenta ser sério acaba por ser divertido. A ideia que passa é que Zack Snyder usou este filme para lidar com as suas próprias tragédias pessoais – o plot tem um assalto como premissa principal mas, nas entrelinhas, temos um pai a tentar remediar a relação com a sua filha. Por isso mesmo, é difícil atirar este filme completamente à lama porque, lá está, acaba por ter os seus momentos de diversão de tempos em tempos. 

Enquanto que a história é um autêntico buraco, algumas cenas de ação e momentos de tensão são feitos incrivelmente bem, como é hábito em Zack Snyder, e acaba por ter piada em muitas cenas. Mas, no final, o que fica é que é um filme demasiado longo e acaba por arrastar-se em muitos momentos.

O resultado poderia ter sido melhor se Snyder tentasse fazer um filme de ação puro do início ao fim, ao invés de tentar inventar com emoção. Para a história fica a missão com mais falhanços em toda a história do cinema, algo que será entendido por quem já viu ou tem curiosidade para ver este filme. 

Exército dos Mortos já está disponível no serviço de streaming da Netflix.

Exército dos Mortos
4.5
Mais Artigos
THE CONJURING: THE DEVIL MADE ME DO IT
‘The Conjuring – A Obra do Diabo’ bate recorde na semana com mais espectadores do ano