Fatima Lopes novo programa
Fotografia: Instagram/ Fátima Lopes

Opinião. A coragem de Fátima Lopes

Fátima Lopes deixou a TVI ao fim de 11 anos de ligação. Deixou também a própria televisão, depois de 27 anos a dar a cara por vários projetos. A atitude da apresentadora ao deixar o pequeno ecrã foi de uma extraordinária coragem. Deixar a televisão não foi, com toda a certeza, uma decisão fácil e tomada de ânimo leve. Contudo, é certo que um dia a antiga “rainha das manhãs” vai voltar a brilhar num meio no qual é uma das melhores.

A televisão é um pau de dois bicos: permite ascensão, reconhecimento e visibilidade, mas também tem a capacidade de “mastigar e deitar fora” grandes profissionais em detrimento de novas caras e novas modas. Fátima Lopes não é um desses casos, em pleno, porque soube retirar-se a tempo.

A apresentadora explicou, recentemente, que antes da sua saída da TVIhouve um somatório de desconsiderações e desvalorizações”, algo que culminou com o final do A Tarde é Sua e a apresentação de um novo programa sem existir um acordo firmado entre as duas partes.

Em suma, Fátima tinha de escolher entre sair ou tornar-se em apenas mais uma, num canal que voltou a ser dominado por Goucha e Cristina. Corajosa, escolheu o caminho mais difícil e abandonou a estação. Esteve meses sem falar, mostrando ser uma grande senhora, que não saiu ressabiada de uma ligação de anos.

Atualmente, faz o seu percurso entre conferências e projetos online, mostrando que é possível começar de novo e ter sucesso aos 52 anos.

A apresentadora é, sem dúvida nenhuma, uma das melhores comunicadoras que a televisão nacional já teve e é óbvio que um dia voltará ao pequeno ecrã, mas provavelmente noutro canal. No passado recente, foi mais uma das vítimas das audiências e da necessidade que um canal privado tem em ser lucrativo.

Faça o que fizer, Fátima Lopes ficará para sempre na história da televisão e a decisão que teve em deixá-la mostrou que, além de uma excelente profissional, é também uma grande mulher.

Homenagem

A morte de Maria João Abreu aconteceu cedo demais e inesperadamente. RTP, SIC e TVI prestaram e prestam homenagem a uma grande atriz e isso merece ser aplaudido. Ainda assim, as homenagens e o valor deve ser dado em vida, para que os visados o possam vivenciar. Neste caso, e sobretudo o canal de Paço de Arcos, soube dar à profissional o devido valor antecipadamente, sobretudo com o papel de protagonista em Golpe de Sorte.

Eurovisão

A RTP1 tem apostado no Festival da Canção, no formato internacional e nas redes sociais. A promoção e o trabalho que têm feito, este ano, com os The Black Mamba está a ser incrível. Só é pena que depois o canal não aproveite e não divulgue o suficiente na sua programação.

Lê também: Podcast. “A TVI deu à Fátima Lopes formatos de segunda linha”
Mais Artigos
Audiências Euro 2020
Euro 2020. TVI lidera audiências pelo segundo dia consecutivo