Orgulho e Paixão
Fotografia: Globo/Divulgação

‘Orgulho e Paixão’ substitui ‘Êta Mundo Bom!’ nos finais de tarde da SIC

Orgulho e Paixão é a nova novela da SIC para os finais de tarde, para substituir Êta Mundo Bom! já partir da próxima segunda-feira, 17 de maio. Protagonizada por Natalia Dill e Thaigo Lacerda, a novela de época da Globo é inspirada no clássico Orgulho e Preconceito, de Jane Austen.

A trama decorre no fictício Vale do Café, no interior de São Paulo, no início do século XX, e conta a história de Elisabeta (Nathalia Dill), uma mulher com pensamentos igualitários e interesses atípicos para uma jovem do início do século XX. Para tal, é incentivada pelo seu pai (Tato Gabus Mendes), contrariamente à mãe (Vera Holtz), mais preocupada em assegurar a criação das suas cinco filhas, todas com personalidades distintas.

Além de Elisabeta, o leque das irmãs é composto por Jane (Pâmela Tomé), a mais bonita; Cecília (Anaju Dorigon), uma leitora voraz; Mariana (Chandelly Braz), ávida de aventura e Lídia (Bruna Griphao), a mais espevitada.

Orgulho e Paixão
Fotografia: Globo/Divulgação

A história pauta-se por uma narrativa leve e descontraída sobre encontros e desencontros amorosos e por conflitos sociais e de conduta, que se contrapõem aos desejos pessoais das personagens. Logo no início, Elisabeta entrará em conflito com Darcy (Thiago Lacerda), um homem de caráter forte e sisudo, por quem o sentimento de repulsa acabará inevitavelmente numa grande paixão, deitando por terra alguns dos valores defendidos por si até então.

No meio desta relação estará Ernesto (Rodrigo Simas) e Susana (Alessandra Negrini). Ernesto é um jovem contestatário, filho de emigrantes e com a garra e vontade de mudar o mundo. Elisabeta e Ernesto tornar-se-ão grandes aliados, unidos pela vontade de defender os seus ideais igualitários. Já Susana é sedutora e dissimulada e vê em Darcy o partido ideal para uma vida confortável e a satisfação de suas vontades.

Elisabeta irá partilhar todos os seus dramas e histórias com a amiga Ema (Agatha Moreira), uma rapariga alegre e com um olhar apurado para reconhecer afinidades, assumindo-se como o cupido do Vale do Café. Porém, de tão preocupada com a felicidade dos outros, acaba a esquecer-se de si. Ema é neta do barão do café Afrânio (Ary Fontoura), um grande produtor da região, exótico e dominador.

Além do amor, também o poder e a ambição são retratados na história. Julieta (Gabriela Duarte) é sócia de Darcy, uma mulher rica, mas fria e amargurada, cuja alcunha é Rainha do Café. Os dois sócios decidem mudar-se para Vale do Café e iniciar uma série de empreendimentos, como a abertura de uma nova estrada de ferro e o alargamento da produção de café.

Exibida no Brasil no decorrer de 2018, a produção chegou a ser comparada a uma história da Disney, pela fantasia e entretenimento, numa estética colorida e com romance, comédia, música e aventura.

A novela ocupa o lugar de Êta Mundo Bom! na grelha da SIC, que tem garantido bons resultados à estação, transmitida lado a lado com Viver a Vida.

Mais Artigos
Audiências TV - Televisão
Como é feita a medição de audiências em Portugal?