The Black Mamba Eurovisão
Fotografia: EBU / Thomas Hanses

Eurovisão 2021. The Black Mamba ensaiam pela primeira vez no palco de Roterdão

Portugal "tem sido uma das melhores surpresas até agora nos ensaios"

Portugal subiu esta terça (11), pela primeira vez, ao palco do Festival Eurovisão da Canção 2021. Os The Black Mamba interpretaram o tema ‘Love is on My Side’ num cenário mais polido e apelativo que o do Festival da Canção.

O amor parece estar do nosso lado, uma vez que com apenas um ensaio as casas de apostas começam a aumentar as probabilidades de Portugal na maior competição de música do mundo. Os Black Mamba encontram-se neste momento em 20º lugar entre 39 países, o melhor desde dia 6 de março. No que diz respeito à segunda semifinal, os apostadores acreditam na qualificação em 57%, a melhor percentagem de sempre.

A performance começa a preto e branco, num ecrã 4:3, com um efeito mais apelativo e trabalhado do que aquele apresentado no Festival da Canção. Transita depois para uma coloração natural de forma suave, com o palco em tons de azul, que até ao final da atuação se vai transformando em dourado.

Com bastante luz, a delegação portuguesa apostou também em grafismos que dão uma imagem de uma orquestra por trás da banda, que mantém um figurino mais clássico e vintage. Existe ainda espaço para uma mudança para uma segunda parte do palco, onde é usado um novo LED que preenche ainda mais o cenário.

Perto do climax, o vocalista Pedro Tatanka desloca-se para o pequeno palco satélite, onde são revelados LED’s adicionais numa tela lateral transparente. É aqui que surge a animação de uma mulher a caminhar por uma rua alinhada com linhas entre a tela traseira e a lateral.

O que diz a imprensa especializada?

Um pouco por todo o mundo, começam a chegar as primeiras impressões dos sites internacionais que noticiam e acompanham exclusivamente a Eurovisão. “Começando em preto e branco com uma proporção de 4:3, os Black Mamba levam-nos numa jornada. Os LED’s começam com sombreados de uma grande orquestra que aos poucos se transforma numa bela tradução visual da história que inspirou esta música”, refere o Wiwiblogs. A canção que representa Portugal é inspirada na difícil história de vida de uma mulher que a banda conheceu em Amsterdão.

The Black Mamba Eurovisão
Fotografia: EBU / Thomas Hanses

Já o Oikotimes afirma que “existe um toque de Prince na performance vocal de Tatanka”. “Com uso de realidade aumentada, um homem caminha pelas ruas de Lisboa”, continua o site, que destaca ainda a abertura da canção de forma “totalmente retro”. Análise positiva também do ESCXTRA, que afirma mesmo que Portugal “tem sido uma das melhores surpresas até agora nos ensaios”.

Finalmente, ESC Bubble deixa rasgados elogios à prestação portuguesa. “Vocalmente, isto é tão perfeito como pode ser, e eles melhoraram bastante o visual da final nacional”, escreve, para depois garantir que “definitivamente não excluiria Portugal [de uma possível qualificação para a Grande Final]”.

“O nosso ensaio foi quase perfeito”

Depois do primeiro ensaio na Ahoy Arena, os The Black Mamba marcaram presença num Meet & Greet, onde a imprensa os pôde questionar. A banda começou por explicar que “o fundo tem imagens de Amsterdão visto que a canção é sobre uma história passada lá”.

“O nosso ensaio foi quase perfeito. O áudio estava ótimo, o cenário era impressionante, vamos corrigir alguns detalhes e sexta-feira vai ser perfeito”, afirmou Tatanka, reforçando que todos estão orgulhosos “de representar a mudança no que toca a serem os primeiros a cantar em inglês, visto que a música é uma linguagem universal e não interessa em que língua é”.

Quando abordados sobre Salvador Sobral, que venceu a competição em 2017, o grupo garante que se sente elogiado quando é comparado com o cantor, acrescentando: “falamos com o Salvador antes da Eurovisão e ele disse para sermos nós próprios”. No que toca a favoritos, todos os elementos escolherem a canção francesa, ‘Voilá’.

Acompanha todas as novidades do quarto dia de ensaios ao minuto no Twitter do Espalha-Factos. Ouve ainda o último episódio do podcast EFVisão, onde Pedro Miguel Coelho e Tiago Serra Cunha analisam o melhor e o pior do dia 3:

Mais Artigos
Quem Quer Namorar com o Agricultor? SIC
Opinião. Porque queremos namorar com agricultores?