Audiências Bem Me Quer
Fotografia: TVI

Audiências. ‘Bem Me Quer’ lidera em dia com menos gente a ver televisão

Bem Me Quer voltou a ser o programa mais visto do dia. Este sábado (1), a novela da TVI liderou a tabela das audiências, num dia em que o consumo televisivo foi muito reduzido, afetando a televisão em sinal aberto, mas também o Cabo.

A novela protagonizada por Kelly Bailey e José Condessa foi acompanhada, em média, por mais de um milhão e 32 mil espectadores. A trama marcou então 10,9% de audiência média e 21,8% de quota de mercado. A história de Maria Rita foi o único programa do dia a ultrapassar a fasquia do milhão de espectadores. Antes do capítulo do dia da trama, o bloco síntese da novela (8,5% / 16,8%) vice liderou as audiências frente a um intervalo comercial da SIC e o início de Patrões Fora.

À mesma hora, na SIC, estava no ar Patrões Fora (10,2% / 20,2%). A sitcom que conta com João Baião não foi além do segundo lugar, mas não muito longe da liderança. Em média, 969 mil espectadores acompanharam a principal aposta de horário nobre da SIC. A RTP1 com parte do Não te Esqueças da Letra (5,5% / 11%) e o início da Cerimónia dos Óscares (1,7% / 4,2%) ficou muito atrás da concorrência. A estação estatal chegou a estar a quase 20 pontos percentuais atrás da líder Bem Me Quer.

Nas contas totais do dia a SIC foi a estação mais vista pelos espectadores. O canal dirigido por Daniel Oliveira marcou 16,2% de share diário, um valor 3,2 pontos percentuais inferior à média atual da estação. A menos de um ponto percentual do primeiro lugar ficou a TVI que atingiu 15,3% de quota de mercado. Este valor é também mais baixo que a média do canal que, neste momento, é de 17,4%. Longe da luta das privadas, a RTP1 ficou-se pelos 11% de share diário.

Este sábado (1), foi mesmo o pior dia do ano para a televisão em sinal aberto. No total do dia, foi registada uma audiência média de apenas 10,6%. Até aqui, nenhum dia de 2021 tinha tido tão pouco consumo de televisão aberta. O Cabo também sofreu uma descida. Relativamente à semana passada, os canais pagos desceram 0,5 pontos percentuais, de 10% de audiência média para 9,5%. Estes números são o reflexo da nova fase de desconfinamento.

Cabelo Pantene estreia atrás de repetição

Com o fim do capítulo do dia de Bem Me Quer, a TVI estreou a terceira edição de Cabelo Pantene – O Sonho. O concurso apresentado por Sofia Ribeiro e Luís Borges não conseguiu segurar o lead-in da novela e, mal começou, caiu para segundo lugar. Em média, 624 mil espectadores viram o primeiro episódio, o equivalente a 6,6% de rating e 16,2% de share.

Assim que começou o novo programa da TVI, o Terra Nossa (6,8% / 18,5%) agarrou a liderança e não a deixou escapar até ao fim do episódio. A repetição programa de César Mourão marcou um máximo de share e foi também mais forte que a reposição de Mental Samurai (4% / 14,3%). O formato apresentado por Pedro Teixeira começou logo após o Cabelo Pantene e manteve a vice-liderança para a TVI. O game-show marcou novos mínimos de audiência média e de quota de mercado liderando apenas quando começou o Não Há Crise (3,1% / 17%).

Resumo de Festa é Festa não chega para destronar Fernando Mendes

Festa é Festa estreou esta semana na TVI

Este sábado, a TVI apostou num resumo da semana da mais recente novela da estação para a faixa de acesso ao horário nobre. O compacto de Festa é Festa não foi além da vice-liderança das audiências, ficando atrás de Fernando Mendes.

Intitulado Semana em Festa (6,6% / 15,8%), o bloco síntese fidelizou, em média, mais de 625 mil espectadores. Na dianteira estava, nesta altura, o tradicional O Preço Certo (8,6% / 20,5%) que é o habitual líder do horário, aos sábados. Em média, mais de 810 mil espectadores acompanharam os 50 minutos do game-show.

No terceiro lugar do pódio, nesta faixa, estava a SIC que apostou numa tarde de cinema. O filme Papillon (4,8% / 13%) foi vice-líder até bem perto das 19h, mas caiu para terceiro durante a última hora de emissão. Enquanto se bateu com O Preço Certo, a película marcou 5,5% de rating e 13,1% de share.

Outros destaques:

  • O Jornal da Noite (10,1% / 20,7%) foi o noticiário líder. O informativo da SIC até começou atrás do Jornal das 8 (8,2% / 16,7%), mas depois conseguiu agarrar o primeiro lugar. A RTP1 com o Telejornal (8,1% / 16,8%) e parte do Não te Esqueças da Letra foi terceira;
  • O Alta Definição (6,9% / 21%) recebeu Almeno Gonçalves e marcou novos mínimos de audiência média e de quota de mercado. No entanto, o programa de Daniel Oliveira liderou as audiências;
  • Emitido logo depois do Alta Definição, o E-Especial (4,4% / 14,1%) não conseguiu segurar o primeiro lugar. À semelhança do colega de grelha, o programa de Ricardo Pereira e Sofia Cerveira bateu novos mínimos de rating e de share. Nesta altura, a TVI liderava com a entrevista a Hélder Reis no Conta-me (6,8% / 20,9%);
  • O Em Família (4,8% / 15,6%) teve, este sábado, o pior número de audiência média. Mesmo assim, o formato apresentado por Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes liderou as audiências frente ao cinema da SIC. Contra Rapto (4,1% / 14%), o vespertino marcou 4,2% de rating e 14,5% de share, tendo vários momentos de vice-liderança. Depois, contra Papillon (4,8% / 13%), o programa conseguiu distanciar-se ao marcar 5,3% / 15,8%, frente aos 4,2% / 12,5% que o filme alcançou enquanto estiveram no ar em simultâneo;
  • De manhã, o Estamos em Casa (2,3% / 13,2%) perdeu durante a primeira hora de emissão para o Bom Dia Portugal (2,3% 17,5%). Com o fim do informativo, Maria João Bastos segurou o primeiro lugar. O primeiro episódio de Inspetor Max (2% / 11,4%) alternou entre o segundo e o terceiro lugares com Animais Incríveis (2% / 11,8%). O segundo episódio da série da TVI (2,3% / 12,1%) caiu para terceiro contra o Aqui Portugal (3,2% / 14%);
  • Na faixa das 12h, a SIC liderou as audiências com O Nosso Mundo (5,8% / 20,4%). O VivaVida (4,2% / 14,8%) vice liderou embora até tenha começado atrás do Aqui Portugal.
Mais Artigos
Chico
‘Chico’: Luís Ismael produz filme sobre o ‘Chico Fininho’ de Rui Veloso