Elenco de A Serra visita Casa Feliz

‘A Serra’ bate mínimos em dia de queda no horário nobre da SIC

O efeito Festa é Festa continua a fazer-se sentir na noite da televisão portuguesa e A Serra é a mais recente vítima. Amor Amor, anterior líder, não conseguiu vencer em nenhum dos cinco dias úteis desta semana, e todo o prime-time da SIC saiu penalizado.

A Serra bateu o seu recorde negativo de audiência média, com 9,5%, equivalente esta sexta (30) a 20,9% de share. A novela da SIC não se conseguiu impor, pelo segundo dia consecutivo, frente a Bem Me Quer (11,0% / 22,3%), acabando por ser prejudicada pelos números mais baixos de Amor Amor. 

Segundo os dados da GfK/CAEM, a história de Júlia Palha foi acompanhada por, aproximadamente, 898 mil espectadores, longe do 1 milhão e 40 mil que acompanhava a trama de Maria Rita.

Embalado pelo final de Bem Me Quer, o episódio mais curto de Amar Demais (8,7% / 21,8), manteve a primeira posição frente aos minutos finais de A Serra, e ainda os minutos iniciais de Tempo de Amar. 

‘Festa é Festa’ em mínimos basta para liderar

Apesar de ter tido os números mais baixos desde a estreia, com 13,2% de audiência  média e 24,9% de share, a mais recente aposta de ficção do canal de Queluz, Festa é Festa, parece ter convencido os espectadores e na sua primeira semana de exibição liderou todos os dias. Já Amor Amor, que tem nova temporada a ser preparada, ficou a uma distância considerável da líder com 11,5% de audiência média e 21,7%. As duas tiveram uma diferença de espectadores de aproximadamente 163 mil espectadores, uma das maiores da semana.  

Ao final da noite, Tempo de Amar (5,6% / 17,8%), com um record negativo de share, recuperou a liderança frente a Mulheres (4,0% / 17,8%), que voltaria a liderar nos minutos finais e, depois, contra a série Até Amanhã Camaradas (1,2% / 8,9%).

Esta subida no horário nobre da TVI tem ajudado o canal a aproximar-se da líder SIC nos totais diários. Esta sexta, o canal de Queluz conseguiu 17,6% de share diário, a 1,7 pontos percentuais da estação de Paço de Arcos, que teve 19,3%, um número inferior à sua média anual, que se encontra nos 19,5%. Já a RTP1 ficou na terceira posição com 12% de share diário.

Em prime-time, a Quatro alargou vantagem. A estação liderada por Nuno Santos e Cristina Ferreira marcou 20,8% de quota de mercado, contra 20,1% da líder de Paço de Arcos naquele que é o mais importante período do dia televisivo, entre as 20h e as 24h.

Lê também: Opinião. ‘Festa é Festa’ e novela… é novela?

Outros destaques:

  • No arranque do horário nobre o Jornal da Noite (10,6% / 21,3%) sentiu dificuldades, tendo perdido a liderança, a partir das 20h50, para o Jornal das 8 (9,7% / 19,3%). Mais longe das privadas ficou o Telejornal (8,0% / 16,6%) ;
  • O matutino Casa Feliz (3,8% / 23,5%) termina mais uma semana 100% vitoriosa.  O Dois às 10 (3,3% / 20%) até começou a liderar, mas a partir das 11h40 distanciou-se do primeiro lugar. Fora da luta pela liderança está A Praça de Alegria (1,9% / 12,4%);
  • Com um forte lead in do Casa Feliz, o Primeiro Jornal (7,4% / 28,9%) voltou a não dar hipóteses à concorrência. Na TVI, o Jornal da Uma (5,0% / 19,4%) manteve a segunda posição e o Jornal da Tarde (4,8% / 18,3%) a terceira posição;
  • Ao início da tarde, Hernâni Carvalho e o seu Linha Aberta (3,8% / 19,1%) mantiveram a primeiro posição, relegando para a segunda posição A Única Mulher (3,3% / 16,5%);
  • Júlia (3,7% / 17,6%) venceu Goucha (3,4% / 16,2%). Enquanto foram transmitidos em simultâneo, ambos tiveram momentos de liderança, com o programa de Júlia Pinheiro a reunir a preferência dos espectadores durante a maior parte do tempo;
  • Ao final da tarde, o cenário manteve-se, Etâ Mundo Bom! não foi emitida e Viver a Vida, com um episódio de duas horas, liderou do ínicio ao fim, com 8,1% de audiência média e 22,4% de share. Na faixa das 19h, o segundo lugar pertenceu a O Preço Certo (7,3% / 18,9%) à frente do Cristina ComVida (5,7% / 14,3%), que contou com a presença de Ana Garcia Martins.
Dados de audiência GfK/CAEM.
Mais Artigos
Eurovisão
EFVisão. Espalha-Factos prepara operação para acompanhar a Eurovisão