Fonte: Atsushi Nishijima / Netflix

‘Halston’: Ewan McGregor fala sobre o seu papel na nova minissérie da Netflix

A mais recente produção de Ryan Murphy é protagonizada por Ewan McGregor e estreia a 14 de maio

A estreia do próximo projeto de Ryan Murphy, desenvolvido em parceira com a Netflix, aproxima-se a passos largos. A minissérie Halston conta a história de Roy Halston Frowick, famoso designer de moda norte-americano que atingiu o estrelato durante os anos 70.

À medida que as primeiras imagens da série começam a ser divulgadas, Ewan McGregor fala da forma como encarnou uma das figuras mais proeminentes do mundo da moda, ao interpretar Halston. Inicialmente, o artista era-lhe desconhecido. Mas, assim que se cruzou com o argumentista e realizador da série Dan Minahan, soube que era o papel indicado para si.

Fonte: Atsushi Nishijima / Netflix

“Não sabia quem era o Dan Minahan e não conhecia o Halston. Só me deixei levar pela apresentação. Ele mostrou-me todas estas fotos do Halston e das pessoas no seu círculo – Liza Minneli, Elsa Peretti, Victor Hugo. E eu percebi de imediato pelas fotos: eu queria interpretá-lo. Havia alguma coisa na maneira como ele se comportava, algo nos seus olhos”, refere McGregor ao Hollywood Reporter.

A perspetiva de entrar na pele de um personagem tão complexo foi também um fator que atraiu o ator. Nas suas palavras, não existia melhor oportunidade para se deixar levar e “ir a extremos”.

“Há pessoas que conheci que não têm muito boas coisas a dizer sobre [Halston]. E há pessoas que o adoram e ainda lhe são incrivelmente leais hoje em dia. Estava ansioso por explorar isso”, afirma.

Estar à altura de um ícone LGBT

Lançam-se, assim, os dados para narrar uma história repleta de moda, drama e reviravoltas. Halston teve uma carreira preenchida com criações que correram mundo, tendo até desenhado um dos famosos chapéus usados pela primeira dama Jackie Kennedy. Acabou por falecer nos anos 90, devido a complicações geradas pelo vírus da SIDA.

Fonte: Atsushi Nishijima / Netflix

Apesar do entusiasmo, Ewan reconhece as possíveis implicações de um homem heterossexual interpretar um ícone LGBT. Quando confrontado com a frase de Billy Porter “um homem hétero interpreta um homem gay e toda a gente lhe quer dar um prémio”, proferida na roundtable do Hollywood Reporter, o ator refere que a sexualidade de Halston era apenas “uma parte do que ele era”.

“Eu ouço a discussão e respeito ambas as partes, a sério. […] Se fosse uma história mais sobre a sexualidade do Halston, então talvez um ator gay devesse ficar com o papel. Mas, neste caso […], penso que em última instância era só uma parte do que ele era”, conclui.

Muito em breve, o público poderá averiguar se Ewan McGregor se encontra à altura da tarefa. Halston estreia a 14 de maio na Netflix.

Mais Artigos
The Black Mamba ensaiam pela segunda vez na Ahoy Arena, em Roterdão
Eurovisão 2021. The Black Mamba conquistam elogios no segundo ensaio