festa é festa
Imagem: Facebook / TVI

‘Festa é Festa’ continua a subir e ‘Casa Feliz’ com novo máximo de share

Festa é Festa continua em trajetória ascendente  e esta quarta-feira (28) registou novos máximos de audiência e share. Contudo, o dia voltou a ser dominado pela SIC, que viu o Casa Feliz a atingir um máximo de share do ano.

Festa é Festa volta a subir e não dá hipóteses a Amor Amor

A mais recente aposta de Cristina Ferreira está a revelar-se um dos seus maiores sucessos desde que regressou à TVI. Ao terceiro episódio, a novela Festa é Festa voltou a ver a sua audiência crescer. Segundo os dados da GfK/CAEM, fidelizou aproximadamente 1 milhão e 444 mil espectadores e repetiu pela terceira vez consecutiva o posto de programa mais visto do dia. A trama alcançou 15,3% de rating e 27,1% de quota de mercado, a melhor marca em ambos os critérios.

A trama de Romeu e Linda marcou 13,6% de audiência média e 24,3% de share, um valor dentro da média anual (que é de 13,6% / 24,6%), o que revela uma das forças da produção da TVI: ela trouxe novos espectadores ao horário, mais do que retirar audiência à concorrente. Amor Amor só chegou à liderança no final do episódio, já depois de ter terminado a nova aposta da TVI.

‘Bem Me Quer’ impõe-se frente a ‘A Serra’

No seguimento do horário nobre, Bem Me Quer capitalizou do lead-in mais forte e marcou 12,1% de audiência e 24,4% de share, mas chegou ao final do episódio já em segundo lugar, atrás de A Serra, que fechou com 10,6% de audiência e 24,5% de share. No seguimento, Amar Demais (7,9% / 21,2%)  continuou a dar a vice-liderança à TVI.

A fechar o horário nobre da SIC, Tempo de Amar (4,9% / 18,4%) liderou em média, mas atingiu mínimos de audiência e de share. Também Mulheres (3,1% / 15,4%) registou a sua pior audiência até à data.

Nas contas do dia, apesar da importante conquista da TVI no horário nobre, a SIC continua destacada no primeiro lugar com 21,4% de share, a 3,2 pontos percentuais de distância de Queluz, que marcou 18,2%. Segue-se a RTP1, a fechar o pódio com 11,2%.

Casa Feliz dispara para o melhor resultado de sempre.
Instagram

Casa Feliz com novo máximo de share

O dia começou de feição para Paço de Arcos, com o Casa Feliz a voltar a atingir o share mais alto desde que estreou, em julho de 2020. O programa liderou do princípio ao fim, tendo fechado com uma média de 4,7% de audiência média e 26,6% de quota de mercado. No último minuto de emissão teve um pico de 9,8% de audiência e 35,2% de share.

Sem nunca tocar no primeiro lugar, Dois às 10 atingiu 3,6% de rating e 20,4% de share. Mais longe, como vem sendo habitual, Praça da Alegria não foi além de 2,0% de audiência e uma quota de mercado de 11,4%.

Embalado por um lead-in acima dos 30% de share, o Primeiro Jornal (8,4% / 30,5%) assegurou mais uma vitória muito confortável contra o Jornal da Uma (5,7% / 20,8%) e o Jornal da Tarde (4,2% / 14,8%).

No início da tarde, Linha Aberta (4,7% / 21,0%) deu continuidade à liderança de Paço de Arcos frente à reposição de A Única Mulher (3,8% / 17,0%).

Outros destaques

  • Bom Dia Portugal (1,5% / 17,9%) continua a entregar a liderança do início da manhã para a RTP1. Já o Esta Manhã (1,3% / 13,3%) dá a vice-liderança à TVI enquanto concorre com o Edição da Manhã (0,5% / 8,0%), ainda que com maior equilíbrio com a SIC quando entrou no ar o Alô Portugal (1,4% / 13,5%).
  • Júlia (4,7% / 18,8%) liderou à tarde, mas com Goucha muito perto (4,8% / 17,5%). A Nossa Tarde continua isolada no terceiro lugar (2,1% / 9,3%).
  • A dupla da Globo Viver a Vida (8,4% / 21,7%) e Êta Mundo Bom (11,6% / 24,4%) continua a blindar os finais de tarde para a SIC. Na RTP1, O Preço Certo (8,8% / 19,7%) consolidou o segundo lugar frente a Cristina ComVida (6,7% / 15,1%).
  • No arranque do horário nobre, o Jornal da Noite (13,4% / 24,6%) assegurou o primeiro lugar, com o Jornal das 8 (11,1% / 20,2%) da TVI a recuperar a vice-liderança frente ao Telejornal (9,2% / 17,0%) e à série Vento Norte (4,4% / 7,7%) da RTP1.

Dados de audiência da GfK/CAEM. 

Mais Artigos
Crítica. ‘Oxigénio’ é uma experiência stressante com ideias ambiciosas