fcp moreirense tvi
Imagem captada dos vídeos partilhados pela TVI.

TVI. Redação repudia agressão a repórter de imagem por elementos do FC Porto

No jogo da noite passada, dois repórteres de imagem, destacados para a cobertura do jogo, foram ameaçados por elementos associados ao Futebol Clube do Porto.

Após a partida entre o Moreirense e o Porto, dois repórteres de imagem foram interpelados por elementos associados aos dragões. Um deles, ao serviço da TVI, foi agredido. O canal já reagiu ao sucedido, repudiando a agressão.

No serão da última noite (26), jogaram o Futebol Clube do Porto e o Moreirense Futebol Clube, que estava em casa. O resultado não foi o ideal: o jogo acabou em 1 a 1.

No clube dos Dragões, o empate não foi bem recebido, nomeadamente por elementos da equipa técnica, ainda em campo, como é o caso do treinador Sérgio Conceição, e por elementos responsáveis pela comunicação do clube, já depois do jogo ter terminado.

miguel pereira global imagens sérgio conceição porto
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

É no final do jogo, enquanto os repórteres de imagem recolhiam imagens no exterior do estádio, que o Presidente do clube portuense, Jorge Nuno Pinto da Costa, os aborda, juntamente com outros elementos da comitiva do clube. Enquanto o Presidente se dirigia a um dos repórteres, Pedro Pinho, o agente, dirigiu-se ao jornalista imediatamente atrás, ameaçando-o e, de imediato, agredindo-o também.

Nas imagens partilhadas pela TVI, ouve-se Pedro Pinho dizer ao repórter: “Estás a filmar para quê? Levas já um soco que te f*do!“. A reação do jornalista, Francisco Ferreira, foi revelada esta manhã, ouvindo-se gritos de socorro dirigidos à GNR. “Senhor guarda, chegue aqui! (…) Eu estou a fazer o meu trabalho.“, seguindo-se um “não desligo” relacionado com o que ficava gravado para a posterioridade.

Também esta manhã foram divulgados comunicados de imprensa por parte da Direção e do Conselho de Redação da TVI.

“A Direção de Informação da TVI repudia veementemente a agressão que o seu repórter de imagem Francisco Ferreira sofreu na segunda-feira à noite, (…) tendo como protagonista o empresário de futebol Pedro Pinho. (…) A TVI distingue a instituição Futebol Clube do Porto de outros agentes e reserva-se a faculdade de proceder judicialmente contra os responsáveis pelas agressões e pelos danos causados ao material de trabalho do repórter de imagem.”

“O Conselho de Redação da TVI lembra que situações como o que se passou esta segunda-feira constituem um crime e são ofensivas e limitativas de direitos previstos na Constituição: o direito de um jornalista a trabalhar em Liberdade e sem condicionalismos e, por consequência, o direito de cada cidadão a ser informado. A agressão a um jornalista no exercício da sua profissão é inadmissível, injustificável e repudiável a todos os níveis. Nada, mas nada, muito menos os ânimos exaltados que marcam um final de campeonato de futebol, justificam atitudes como a que se verificou esta segunda-feira.”

Manuel Queiroz, Presidente do Clube Nacional da Imprensa Desportiva, declarou esta manhã à TVI que Pinto da Costa deve condenar a atitude de Pedro Pinho. O Sindicato dos Jornalistas também já reagiu à situação, admitindo que a justiça deve ser mais interventiva.

Espalha-Factos repudia agressões

O Espalha-Factos, através da sua direção editorial, repudia todos e quaisquer comportamentos de agressão física ou verbal que visem constranger ou limitar a liberdade de informação, bem como a liberdade de movimento e as condições de trabalho dos repórteres.

Os bons ou maus resultados de uma equipa de futebol, de uma empresa ou de um partido político constituem notícia e serão sempre, por isso, objeto de reportagem e cobertura. Todos e quaisquer intervenientes no espaço público deveriam ter essa noção e repudiarem, eles também, ações que, mais do que uma falta de respeito evidente perante a sã convivência em democracia, constituem uma ofensa à integridade física e que, por isso mesmo, são um crime.

Mais Artigos
festa é festa
‘Festa é Festa’ traz “esperança e vitalidade” às equipas da TVI