Nomadland chega aos cinemas após um confinamento que durou três meses
Frances McDormand em 'Nomadland' | Fotografia: Divulgação

Óscares 2021. ‘Nomadland’ é o Melhor Filme e Netflix consegue sete prémios

O momento chegou. Os Óscares, a cerimónia premeia os melhores do cinema em 2020 e no início de 2021, teve a sua 93.ª este domingo, 25 de abril (madrugada de 26 de abril, em Portugal).

Diretamente de vários pontos do globo, mas com a cerimónia principal a acontecer na Union Station, em Los Angeles, os vários premiados foram anunciados, numa ordem quase aleatória.  Começando a cerimónia a lembrar Birdman, os Óscares começaram cinemáticos, algo que tinha sido prometido pelo produtor e famoso realizador, ele próprio um vencedor do Óscar para Melhor Realizador, Steven Soderbergh

Regina King, a primeira a anunciar os premiados, fez um discurso apaixonado sobre o valor do cinema em tempos de pandemia, entoando de seguida o vencedor do Óscar de Melhor Argumento Original e Melhor Argumento Adaptado, vencidos por Emerald Fennell com Promising Young Woman e Florian Zeller com The Father, respetivamente. 

Um dos momentos mais emocionantes da noite aconteceu quando Daniel Kaluuya venceu o Óscar de Melhor Ator Secundário pela sua interpretação de Fred Hampton, no filme Judas and the Black Messiah A meio da cerimónia tivemos o anúncio de Melhor Realizador, vencido por Chloé Zhao. No seu discurso, a realizadora, que se tornou na primeira mulher asiática a vencer este prémio, teve um discurso apaixonado, falando de vários momentos que passou com o seu pai.

Depois de ter sido revelado que a noite ia encerrar com a categoria de Melhor Ator, a cantora e atriz Angela Bassett anunciou o vencedor de Melhor Filme, prémio vencido por Nomadland, sem grande surpresa. A isso, seguiu-se a vitória de Frances McDormand na categoria de Melhor Atriz, de maneira bem surpreendente.

No entanto, a grande surpresa da noite surgiu na última categoria, momento que ficou reservado para o anúncio de Melhor Ator, prémio conquistado por Anthony Hopkins, levando de vencido o grande favorito Chadwick Boseman. O Espalha-Factos acompanhou a cerimónia minuto-a-minuto, também através do Twitter, e traz-te os vencedores da 93.ª edição dos Óscares:

Melhor Argumento Original

Promising Young Woman (Emerald Fennel)

Melhor Argumento Adaptado

The Father (Florian Zeller e Christopher Hampton)

Melhor Filme Internacional

Another Round (Thomas Vinterberg)

Melhor Ator Secundário

Daniel Kaluuya (Judas and the Black Messiah)

Melhor Realizador

Chloé Zhao (Nomadland)

Melhor Som

Sound of Metal (Jaime Baksht, Nicolas Becker, Philip Bladh, Carlos Cortés e Michelle Couttolenc)

Melhor Curta-Metragem

Two Distant Strangers (Travon Free e Martin Desmond Roe)

Melhor Curta-Metragem de Animação

If Anything Happens I Love You (Michael Govier e Will McCormack)

Melhor Filme de Animação

Soul (Pete Docter e Dana Murray)

Melhor Efeitos Visuais

Tenet  (Scott R. Fisher, Andrew Jackson, David LeeAndrew Lockley)

Melhor Atriz Secundária

Youn Yuh-jung (Minari)

Melhor Design de Produção

Mank (Donald Graham Burt e Jan Pascale)

Melhor Cinematografia

Mank (Erik Messerschmidt)

Melhor Edição

Sound of Metal (Mikkel E.G. Nielsen)

Melhor Banda Sonora

Soul (Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Baptiste)

Melhor Música Original

Judas and the Black Messiah (H.E.R.)

Melhor Filme

Nomadland (Mollye Asher, Dan Janvey, Frances McDormand, Peter Spears e Chloé Zhao)

Melhor Atriz

Frances McDormand (Nomadland)

Melhor Ator

Anthony Hopkins (The Father)

Ler também: Óscares 2021. Vinte anos depois, a cerimónia regressou à RTP
Mais Artigos
Friends
‘Friends’. Já há data de estreia para a reunião do elenco na HBO Max