Depois, vai-se a ver e nada
Fotografia: Pedro Pina/RTP

‘Depois, Vai-se a Ver e Nada’. Talk-show da RTP1 volta a receber público no Porto

Rui Massena e Aurea são os primeiros convidados no regresso do programa.

O Teatro Sá da Bandeira, no Porto, vai acolher a gravação de Depois, vai-se a ver e nada esta quinta e sexta-feira à noite. Ao contrário do que aconteceu noutras cidades do país, os dois primeiros episódios do programa da RTP1 este ano, ainda sem data de exibição definida, vão poder ter público ao vivo.

O episódio gravado esta quinta-feira terá como convidado o maestro Rui Massena que lançou, durante o mês de Abril, o EP 20 Perception pela Deutsche Grammophon. Já na sexta-feira, o talk-show recebe a cantora Aurea que, para além de uma atuação, vai também contar histórias da sua vida e participar numa competição de atirar machados. Segundo declarações do apresentador ao Jornal de Notícias, Aurea cantará “pela primeira vez em português“, com a escolha a ser o seu último single, ‘Frágil’.

Este é um espetáculo gratuito mediante reserva de bilhete. As gravações do programa no teatro portuense decorrem a partir das 20 horas em ambos os dias.

Depois, vai-se a ver e nada estreou em 2019 na RTP1 e, desde então, tem recebido convidados como Graça Fonseca, Ana Gomes, Joana Vasconcelos, Alexandra Lencastre, Teresa Guilherme, José Pedro Gomes, Toy e Lili Caneças. Rui Massena e Aurea são os primeiros convidados do programa em 2021 – devido à pandemia da Covid-19, os episódios de 2021 não puderam ser transmitidos a partir do mês de janeiro.

O programa apresentado por José Pedro Vasconcelos traz semanalmente entrevistas a uma personalidade relevante do panorama nacional e aborda temas da atualidade. A conversa resulta de um ambiente descontraído, onde a “atualidade é escrutinada com provocação e humor”, indica a estação sobre o formato. Os novos episódios ainda não têm data de arranque definida.

Lê também: Nova edição de ‘Cabelo Pantene – o Sonho’ ocupa noites da TVI
Mais Artigos
Polónia na Eurovisão 2021
Eurovisão 2021. Membro da delegação polaca infetado com Covid-19