Nomadland chega aos cinemas após um confinamento que durou três meses
Frances McDormand em 'Nomadland' | Fotografia: Divulgação

As quatro estreias que não podes perder no regresso dos cinemas

Os cinemas voltam a funcionar, em praticamente todo o país, esta segunda (19). O painel do Fita Isoladora, podcast do Espalha-Factos, reuniu as quatro estreias imperdíveis do regresso às salas.

Num episódio especial lançado este fim-de-semana, João Malheiro, Pedro Miguel Coelho e Tiago Serra Cunha analisam os filmes que têm a responsabilidade de fazer sair os espectadores das suas casas rumo à casa primordial do cinema, as salas espalhadas por todo o país. Além destes quatro destaques, o podcast revela ainda as apostas exclusivas dos cinemas independentes.

‘Nomadland – Sobreviver na América’

Na lista de grandes favoritos aos Óscares 2021, Nomadland traz-nos Frances McDormand no papel de Fern, uma mulher que após perder o emprego, decide viver num carrinha enquanto procura emprego por todo o país. Um retrato de uma América profunda que vemos menos vezes no cinema. Das estreias que chegam na segunda-feira, é aquela que estará disponível numa maior variedade de salas, completando também o circuito de cinemas independentes.

‘Mortal Kombat’

O clássico Mortal Kombat regressa para uma nova encarnação cinematográfica e é o mais próximo de blockbuster que vamos ter se optarmos por voltar a uma sala de cinema na primeira semana de reabertura. Na história, Shang Tsung, imperador da Exoterra, envia o melhor guerreiro, Sub-Zero, para assassinar o jovem Cole Young, que terá de desbloquear todos os poderes que tem na alma para sobreviver e proteger a família.

‘Raya e O Último Dragão’

Raya e O Último Dragão é a mais nova animação da Disney. Já há algumas semanas disponível, mediante um pagamento adicional de 30 euros, para os subscritores do Disney+, o filme conta a história de Raya, uma guerreira solitária, que procura o último dragão na terra para restabelecer as terras fragmentadas e povos divididos, retomando a realidade existente há 500 anos, quando os humanos e os dragões viviam harmonia no mundo fantástico de Kumandra.

‘Undine’

No capítulo do cinema europeu, Undine é um mergulho entre a realidade e a mitologia e sobre os limites existentes entre a vida real e a ilusão.

Se me abandonares, vou ter de te matar“, diz a protagonista ao homem por quem está apaixonada quando eles se separam no café da esquina. O realizador Christian Petzold reimagina, neste filme de 2020, a figura mitológica da ninfa aquática, Ondina, que se torna humana quando se apaixona e morre quando o seu amado a trai. Aqui, a protagonista da história é transportada para uma história de amor do século XXI.

Mais Artigos
Orgulho e Paixão
‘Orgulho e Paixão’ substitui ‘Êta Mundo Bom!’ nos finais de tarde da SIC