Carlos do Carmo
Fotografia: RTP

‘E Ainda…’. RTP1 mostra processo de criação do último disco de Carlos do Carmo

Apesar de ter falecido no primeiro dia deste ano, Carlos do Carmo deixou uma última herança para a música portuguesa com E Ainda…, o último disco de originais preparado ainda em vida. No dia em que é lançado o álbum, esta sexta-feira (16), a RTP1 transmite pela meia-noite um documentário inédito que mostra o processo de criação da última obra do cantor.

O disco, antecipado pelo cantor na sua despedida dos palcos em 2019 e que vê finalmente a luz do dia, com produção póstuma, foi totalmente concebido durante os últimos três anos de vida do cantor.

E Ainda… conta com verdões fadistadas das palavras de José Saramago, Herberto Hélder, Sophia de Mello Breyner Andresen, Hélia Correia, Júlio Pomar, Vasco Graça Moura, Alfredo Marceneiro, Mia Couto e Jorge Palma. Na composição musical, o álbum conta com autorias de Victorino D’Almeida, Mário Pacheco, Paulo de Carvalho e José Manuel Neto.

O documentário inédito E Ainda… (Em Estúdio), incluído também numa versão limitada do disco com um DVD, mostra os bastidores ao longo dos três anos de criação. Além de uma entrevista ao fadista, a RTP1 mostra, a partir das 23h59, imagens inéditas das sessões de estúdio e dos ensaios para a gravação dos novos temas.

Carlos do Carmo faleceu aos 81 anos, a 1 de janeiro, na sequência de uma intervenção cirúrgica para tratar um aneurisma na aorta abdominal. Nascido em 1939, em Lisboa, tinha abandonado os palcos em 2019, quando completou 80 anos.

Com uma careira com mais de 50 anos, deu voz a fados cantados por várias gerações, como ‘Lisboa, Menina e Moça‘, ‘Estrela da Tarde‘, ‘Canoas do Tejo‘ e ‘Os Putos‘. Premiado internacionalmente – em 2014 recebeu o Grammy Latino de Carreira – e consagrado pelo público português, o fadista era uma das vozes mais emblemáticas e reconhecidas deste género musical.

Mais Artigos
Ana Leal
Ana Leal junta-se à informação da CMTV