RTP
Fotografia: Divulgação

RTP exibe ‘Novos Clássicos’ do cinema português no domingo de Páscoa

'O Leão da Estrela', 'O Pátio das Cantigas' e 'A Canção de Lisboa' são os protagonistas da tarde de cinema programada pela estação-

Na RTP, as sessões de cinema da Páscoa homenageiam clássicos portugueses. Ao longo da tarde do próximo domingo (4), o canal irá exibir a trilogia Novos Clássicos, assinada por Lionel Vieira. O Leão da Estrela (2015), O Pátio das Cantigas (2015) e A Canção de Lisboa (2016) são os títulos que encabeçam a programação.

Recorrendo a um visual moderno, a sequência remete para uma proposta apresentada pelo realizador em 2015, com foco na adaptação de reputadas comédias nacionais ao contemporâneo. A essência dos argumentos que originalmente apaixonaram gerações está bem presente, algo que a RTP, uma vez mais, denota.

O Leão da Estrela (2015), 14h

O pontapé de saída da maratona de cinema é dado logo após o Jornal da Tarde, com a exibição de O Leão da Estrela às 14h. Partindo do imaginário do cineasta Arthur Duarte, o filme narra a história de Anastácio (Miguel Guilherme), um fanático do clube Leões de Alcochete, disposto a tudo para assistir ao jogo decisivo da equipa contra os Barrancos do Inferno.

As intrigas familiares misturam-se, assim, com a paixão pelo futebol num drama conduzido por Dânia Neto, Sara Matos, José Raposo e Alexandra Lencastre.

A Canção de Lisboa (2016), 16h

Segue-se, então, A Canção de Lisboa, o segundo filme da matiné, a arrancar por volta das 16h. Ao lado de Luana Martau, Miguel Guilherme e Marcus Majella, César Morão protagoniza a película enquanto Vasco Leitão, um estudante de medicina de Trás-os-Montes.

Mais próximo de chumbar do que de se tornar doutor, Vasco vive à custa das tias que, numa visita surpresa, arriscam descobrir o verdadeiro caráter do sobrinho, sempre apelidado de “orgulho da família”.

O Pátio das Cantigas (2015), 18h

Por fim, O Pátio das Cantigas encerra às 18h o programa das festas. A longa-metragem destaca-se pelo seu sucesso junto do público, detendo o recorde de filme nacional mais visto em salas de cinema. Com receitas a rondar os 3 milhões de euros, segundo dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), o foco está nas disputas amorosas, nascidas na euforia dos Santos Populares.

Rosa (Dânia Neto) vê-se entre dois pretendentes – Narciso (César Morão), um conhecido guia turístico da cidade e Evaristo (Miguel Guilherme), o dono de uma mercearia gourmet. Entre voltas e reviravoltas, as gargalhadas estão garantidas, na revisitação de um dos pátios mais famosos do imaginário lisboeta.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
hoebe Waller-Bridge e os seus três Emmys
Phoebe Waller-Bridge integra elenco do novo ‘Indiana Jones’