saudades
Fotografias: Divulgação/D.R.

Oito personagens do Cinema que deixaram saudades

Não falamos só de perdas ou de mortes, mas sim de saudades. A saudade, essa palavra que só existe na nossa língua e que tem alguns significados, como a “lembrança afetuosa de algo ou alguém ausente”. Da mesma forma que a vida é um ciclo, na ficção, as personagens e as suas histórias não poderiam ser diferentes.

Por isso, o Espalha-Factos traz-te oito exemplos de personagens que marcaram o público, seja por serem uma inspiração dada a sua história, o seu legado ou, não menos importante, pelo seu amor à vida e aos que nela permaneceram.

Marley (Marley e Eu)

saudades
Fotografia: Divulgação

O filme de 2008, baseado no romance de mesmo nome do autor John Grogan, relata a história dos recém-casados ​​John e Jenny Grogan (Owen Wilson e Jennifer Aniston), que se mudam para a Flórida para dar início a uma vida juntos. Lá, eles adotam Marley, um cãozinho labrador que, ao mesmo tempo que é um amor, também é muito irrequieto, metendo-se em sarilhos e levando os donos à loucura.

Porém, todos sabemos que o amor pelos cães supera todas as dificuldades, pois são animais companheiros, fiéis e carinhosos. Marley acompanha o crescimento do filho do casal e torna-se não apenas um animal de estimação, mas um membro da família. Um filme que nos deixa uma mensagem sobre o amor e a importância destes animais. Disponível na Amazon Prime Video.

Mufasa (O Rei Leão)

Fotografia: Divulgação/Disney

O Rei Leão é um dos mais importantes filmes da Disney e fez parte da infância de muitos. O enredo e as personagens são de suma importância para o desenvolvimento da história – e Mufasa é uma delas. Mufasa era o rei, pai e protetor. A sua relação com Simba deixa várias lições, como a importância da conexão entre pais e filhos que, além do laço sanguíneo que partilham, são amigos e confidentes.

Mufasa foi paciente e um educador, mostrando a Simba, de forma serena, como o mundo funciona e como devemos ter responsabilidade e humildade para lidar com as suas adversidades. Esse é o seu legado e, mesmo depois da sua triste partida, ele mantém-se presente na vida do seu filho, pois nada é maior do que aquilo que deixamos após partirmos – os nossos ensinamentos, e o nosso amor. Disponível na Disney+.

Jack Dawson (Titanic)

Fotografia: Divulgação

O filme, o terceiro filme mais rentável de sempre, trouxe um romance épico entre duas personagens, Jack (Leonardo DiCaprio) e Rose (Kate Winslet), um dos temas centrais da longa-metragem. Titanic (1997) mostrou-nos que, por vezes, não importa as diferenças sociais – Jack e Rose encontraram felicidade e amor um no outro, mesmo que por pouco tempo. Sim, Jack provavelmente teria tido outra sorte se tivesse sido de uma classe social mais alta mas, no geral, foi a infelicidade de Rose, os seus problemas e as condicionantes da sua vida como menina privilegiada que realmente trouxeram problemas.

No final, todos a bordo daquele navio se depararam com circunstâncias de vida ou morte – indiferente do dinheiro que tivessem nas suas contas bancárias. E, apesar da dolorosa e inaceitável perda de Jack para os fãs (que acreditam que o realizador James Cameron poderia ter salvo Jack – já que ele cabia, sim, na porta com a Rose), o Titanic deu a Rose o seu amor, mas também lhe trouxe libertação – liberdade para seguir o seu próprio caminho, sem a imposição da sociedade e da família, e ela acaba por ser feliz a vida toda, e reencontra o seu grande amor. O filme está disponível na Disney+.

Dobby (Harry Potter)

Fotografia: Divulgação/WarnerBros.

Amizade é a palavra certa para definir a relação entre Dobby e Harry Potter. Ser capaz de amar e cuidar de outras pessoas: é assim que esta amizade começa – no momento em que Dobby é resgatado por Harry, ao deixar uma meia no seu livro e libertá-lo do trabalho escravo como elfo doméstico da família Malfoy.

Um elfo, que sempre esteve acostumado a ser desprezado, foi ali acolhido, e criou-se um elo que, inicialmente, era de agradecimento, mas se tornou em algo mais forte. Dobby morre nos braços de Harry a defender o seu amigo, e as suas últimas palavras, “Que lugar lindo para estar com amigos. Dobby está feliz porque está com o seu amigo Harry Potter”, deixam-nos uma mensagem de otimismo, mesmo num momento verdadeiramente  triste, e são um exemplo de uma amizade verdadeira. Disponível na HBO Portugal.

Augustus Waters (A Culpa é das Estrelas)

saudades
Fotografia: Divulgação

Baseada no romance de John Green, A Culpa é das Estrelas (2014) trouxe-nos a história de Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) e Augustus Waters (Ansel Elgort), dois adolescentes que se conhecem num grupo de apoio para pacientes com cancro. Os dois tornam-se amigos e, posteriormente, apaixonam-se. Augustus (Gus) está com a sua doença controlada, e traz para a vida de Hazel um pouco de esperança e otimismo. Ele vive focado na ideia de legado, em fazer um grande feito e ser lembrado por todos. Mas quando Gus percebe que a sua doença voltou e que, provavelmente, ele não terá muito tempo restante de vida, ele se propôs a realizar um grande desejo de Hazel – o de conhecer o seu autor favorito, Peter Van Houten, nos Países Baixos.

Durante a viagem, ele conta toda a verdade a Hazel, e assume-se triste e derrotado pela sensação de não ter conseguido realizar o seu sonho de se tornar alguém memorável. Mas, nos seus últimos dias de vida, ele percebe que, afinal, ele conseguiu muito isso, e muito mais: na sua curta mas memorável vida, Gus conhece o amor de sua vida, muda a vida de Hazel por completo, e foi um amigo e filho querido – e é esse o melhor legado que se pode deixar. Disponível na HBO Portugal.

Ellie (Up – Altamente)

Fotografia: Divulgação/Pixar

O querido e inspirador casal do filme de animação Up – Altamente (2009), Carl e Ellie, conheceram-se na infância, eram amigos e, depois, apaixonaram-se. Viveram uma vida juntos e tinham o sonho de se aventurar em busca do desconhecido – mais especificamente, conhecer o Paradise Valley na América do Sul. Numa das cenas mais tristes da animação, a partida de Ellie, vemos um Carl sozinho e triste com a perda da sua alma gêmea. Mas, aos 78 anos, ele decide que irá cumprir a promessa feita a Ellie e segue rumo ao Paradise Valley na companhia do jovem Russell, colocando balões no topo da casa e voando rumo ao seu destino. E mesmo com a ausência de Ellie, a sua memória e a força que esta lhe dá ajudam Carl a realizar o sonho de ambos. Disponível na Disney+.

Jamie (Um Amor para Recordar)

Fotografia: Divulgação

O filme, baseado no romance homónimo de Nicholas Sparks, conta a história de amor entre Jamie Sullivan (Mandy Moore) e Landon Carter (Shane West), com uma mensagem de otimismo, mesmo em tempos difíceis. Jamie Sullivan, uma rapariga gentil, honesta, franca, de valores fortes e que sofre bullying na escola por causa da sua fé e da sua forma simples e despretensiosa de estar, conhece o popular Landon quando ele é forçado a juntar-se ao clube de teatro da escola do qual ela faz parte. Lentamente, os dois aproximam-se (apesar de serem completamente diferentes), fazendo com que Landon comece a ver a vida com outros olhos. À medida que a relação entre eles cresce, Jamie pede a Landon que não se apaixonasse por ela.

Quando isso (inevitavelmente) acontece e se dão conta que estão completamente apaixonados, Jamie revela a Landon que lhe fez aquele pedido pois tem leucemia terminal. Apesar de inicialmente atordoado, Landon não desiste de Jamie, e decide tornar os seus últimos dias num conto de fadas: realiza os seus desejos, casam-se, têm uma lua-de-mel maravilhosa, e ela acaba por falecer. E o que fica disso tudo? Não a raiva, ou o pessimismo, mas o otimismo diante das adversidades, a fé no ser humano (ao assistir à mudança de Landon), e o amor pela vida.

Will Traynor (Viver Depois de Ti)

Fotografia: Divulgação

O tema central de Viver Depois de Ti (2016) é a importância de abraçar e valorizar a vida. Will Traynor (Sam Claflin) era uma pessoa ativa, um grande empresário e desportista nato, viciado em adrenalina e sempre atrás da próxima grande aventura. Contudo, um grave acidente deixa-o paralisado para o resto dos seus dias. Will decide que a melhor forma de por um fim ao seus problemas seria terminando a sua própria vida. Mas os seus pais, Camilla e Steven Traynor, resolvem contratar Louisa Clark (Emilia Clarke) , supostamente como cuidadora do filho, mas secretamente, na tentativa de fazê-lo mudar de ideias.

Will não vê mais sentido em viver, mas incentiva Louisa a valorizar a vida dela – encoraja-a a expandir os seus horizontes, a ler livros, a viajar, a sonhar mais alto e confiar mais em si. Ao ver-se numa cadeira de rodas, ele deseja dar a Lou aquilo que ele sempre teve, e perdeu: possibilidades. Ao longo da história os dois apaixonam-se profundamente mas, mesmo todo o amor não muda a realidade para Will, que não consegue ver um propósito para a sua vida, a longo prazo.

No fim, os seus desejos são honrados, e a sua partida, apesar de deixar Louisa profundamente triste, também lhe muda o rumo da vida para sempre: a memória de Will dá-lhe coragem para perseguir seus sonhos, assim como o fundo monetário que lhe deixa para que ela dê um novo rumo a sua vida. Disponível na HBO Portugal.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Carlos do Carmo
De Buarque a Pink Floyd. Reveladas as “canções de vida” de Carlos dos Carmo