Marco Paulo
Fotografia: Reprodução/SIC

Marco Paulo esclarece desentendimento com a TVI: “Fiquei desiludido”

Numa conversa com Júlia Pinheiro, no programa Júlia desta segunda-feira (29), Marco Paulo esclareceu a mais recente polémica com a TVI.

A situação iniciou-se quando foi noticiado que o cantor de 76 anos estaria em negociações com a estação de Queluz de Baixo, sendo que, dias mais tarde, a TVI emitiu um comunicado afirmando que não tinha interesse em tal contratação.

A situação foi esclarecida no programa Júlia, onde Marco Paulo afirmou terem decorrido negociações com a TVI, sendo que lhe foi prometido, nas palavras do próprio, sera segunda figura do canal, porque eles já têm lá uma”, além de uma proposta para um concerto num cruzeiro: “Falei com as pessoas do outro canal… Até que me pediram para ter um almoço com administradores lá do canal. Arranjaram-me um chauffeur da empresa, vieram-me buscar, vieram-me trazer, o almoço foi muito simpático. Acabamos por falar de muitas coisas”.

Acerca da notícia de que se teria oferecido para trabalhar na TVI, o cantor refere: “Pedir trabalho não é crime e disseram que andei a aproveitar para subir a minha cotação? Não faço parte da Bolsa!”. Marco Paulo afirma que as negociações foram ainda mais longe, tendo o cantor recebido na própria casa responsáveis da TVI, com quem tirou fotografias: “A conversa foi muito agradável, tiramos muitas fotografias

A reação ao comunicado

“Disseram que se eu até à noite não ligasse faziam um comunicado, que achei sem interesse nenhum, a dizer que eu me tinha oferecido”, disse Marco Paulo em referência ao desfecho das eventuais negociações que, segundo o próprio, acabaram sem resposta no final: “houve uma pessoa que ligou para mim, estava sem bateria, depois deixei mensagem e essa pessoa e não me respondeu”.

Desta forma, o comunicado da TVI foi recebido com desagrado pelo cantor. Durante a conversa com Júlia Pinheiro, afirma que “é muito estranho dar-se um comunicado, quando se fala com a pessoa. Eu já tinha almoçado e jantado com a pessoa, de quem era amigo pessoal. Não vou revelar nomes (…) Um dia estava num concerto, que estava a ser transmitido nos ecrãs da SIC, e recebo um telefonema de alguém, precisamente a dizer-me que eu não tinha de estar na SIC, que devia estar noutro canal… se eu tinha contrato com a SIC, se não tinha, que ia entrar em contacto com a direção desse canal”.

Anteriormente, quando contactado pelo Correio da Manhã, Marco Paulo havia declarado que o comunicado era “deselegante” e que tinha ficado à espera que a TVI apresentasse uma proposta, proposta essa que “nunca chegou“.

Mais Artigos
Audiências Bem Me Quer
Audiências. ‘Bem Me Quer’ lidera e sobe a programa mais visto do dia