Agir
Fotografias: Divulgação

Tânia Ribas de Oliveira e Goucha respondem a críticas de Agir sobre programas da tarde

O cantor Agir utilizou as redes sociais para demonstrar o seu desagrado perante a programação da tarde dos canais generalistas portugueses. Manuel Luís Goucha e Tânia Ribas de Oliveira já responderam às críticas.

Agir, conhecido por ser bastante opinativo nas redes sociais, utilizou o Twitter de forma a exprimir o seu ponto de vista acerca dos conteúdos dos programas da tarde, questionando-se: “Como é que os programas da tarde fazem para decidir a sua linha editorial?”.

O cantor de 33 anos continuou, afirmando que “fazem mesmo uma reunião e decidem: a partir de agora vamos começar a explorar pessoas com vidas miseráveis que dá audiências“, mostrando o seu descontentamento acerca das histórias exploradas nos programas em questão.

Nos comentários da sua publicação, muitos são aqueles que defendem o cantor, sendo, por exemplo, possível ler comentários dizendo “Concordo plenamente!” ou “Não dá para entender, tanta mudança necessária para que tenhamos programas de televisão á seria…“.

As respostas dos apresentadores

Em resposta a estas acusações, Manuel Luís Goucha, que apresenta o programa Goucha no horário da tarde da TVI, declarou à TV Guia que “é a opinião do Agir que respeito enquanto isso mesmo, uma opinião. Nada mais tenho a acrescentar“.

Já Tânia Ribas de Oliveira, que apresenta no mesmo horário A Nossa Tarde na RTP1 afirmou que “não é nada a tónica do nosso programa. O A Nossa Tarde não tem esse perfil.“, defendendo que a postura do programa é bastante positiva, não explorando a vida dos seus convidados. A apresentadora acrescentou que “não há espaço para histórias menos felizes. Há pessoas que nos escrevem histórias inspiradoras e que as recebemos, não somos nós que as procuramos.

Júlia Pinheiro, responsável por Júlia, programa que ocupa este bloco na SIC, não comentou publicamente a afirmação do cantor.

Mais Artigos
Prisão Domiciliária
Crítica. ‘Prisão Domiciliária’: a corrupção presa entre quatro paredes