Audiências Big Brother
Fotografia: Instagram / Big Brother

Audiências. ‘Big Brother’ espera para liderar, mas depois destaca-se

O Big Brother – Duplo Impacto voltou a destacar-se na noite deste sábado (20). O programa apresentado por Teresa Guilherme e Cláudio Ramos teve de esperar pelo fim do episódio especial de Amor Amor para liderar as audiências, mas depois distanciou-se da concorrência e deixou a SIC a léguas do primeiro lugar. O grande resultado do horário nobre da TVI impulsionou o canal para a liderança do dia, tal como tinha acontecido no sábado passado (13).

A noite começou com o primeiro lugar do lado de Paço Arcos que tinha no ar um capítulo da principal novela do canal, Amor Amor (13,4% / 23,9%). A história de Romeu Santiago conseguiu liderar durante quase todo o episódio, deixando apenas a liderança escapar nos instantes finais. Em média, foram mais de um milhão e 271 mil espectadores a acompanhar a trama, que foi o programa mais visto do dia. À mesma hora, estava no ar, na TVI, o primeiro bloco do Big Brother (11,9% / 21,3%) que, em média, vice-liderou.

A TVI assumiu a dianteira durante os minutos finais de Amor Amor e a partir daí não deixou a liderança das audiências escapar. O segundo bloco do reality-show, O Jogo (12% / 27,8%), marcou o melhor valor em share da atual edição e foi acompanhado, em média, por mais de um milhão e 131 mil espectadores. A aposta da SIC para este horário era Patrões Fora (7,8% / 18,1%), mas a sitcom não foi capaz de fazer frente ao programa da TVI. Nesta altura, a Três chegou a estar a mais de 10 pontos percentuais atrás da líder.

Se até aqui a TVI se destacava no primeiro lugar, a partir da meia-noite a diferença começou a ficar mais do que evidente. Nesta faixa horária, com as Nomeações (10,5% /35,5%) no canal de Queluz, a SIC não teve qualquer hipótese. Era aposta da estação do grupo Impresa um especial Abraços com História (2,6% / 8,4%), mas o programa apenas fidelizou cerca de 246 mil espectadores. Ao mesmo tempo, o terceiro bloco do Big Brother era acompanhado por mais de 990 mil espectadores. Em média, enquanto as Nomeações estiveram no ar, as duas privadas estiveram separadas por mais de 27 pontos percentuais, com vantagem clara para a TVI. A maior diferença foi registada quando o relógio bateu as 00h38, nesta altura, a Quatro marcava 37,9% de share e a SIC ficava-se pelos 8,5%.

Depois do fim do especial Abraços com História, a SIC emitiu Hell’s Kitchen: A Primeira Semana (1,9% / 9,6%). O bloco bateu-se com uma parte das Nomeações e com a Ligação à Casa (4% / 22,4%). O último segmento dedicado ao Big Brother registou a melhor audiência média da edição e liderou confortavelmente as audiências.

Na RTP1 as apostas de entretenimento para a noite deste sábado foram o Não te Esqueças da Letra (6,7% / 11,6%), o Cá Por Casa (2% / 4,2%), que registou o pior valor em share, e o filme Borg vs Mcenroe (0,6% / 2,3%). O canal estatal esteve sempre muito longe das privadas e viu-se ultrapassado, ao final da noite, pela CM TV, que tinha no ar o Especial CM – Rosa: Sentença Final (1% / 3,8%) e até mesmo pela RTP2, que apostava em Gigantes (0,5% / 2,1%).

Nas contas finais do dia, a estação de Queluz fechou na liderança com 17,4% de share, um aumento de uma décima face ao último sábado (13). A SIC voltou a ser segunda, mas desta vez a uma maior distância da dianteira. O canal liderado por Daniel Oliveira ficou-se pelos 16,3% de quota de mercado, caindo sete décimas face ao mesmo dia da última semana. Assim, 1,1 pontos percentuais separaram as privadas. A RTP1 ocupou o último lugar do pódio e não foi além dos 10,4% de share.

Outros destaques:

Estamos em Casa
Ruben Pacheco Correia no ‘Estamos em Casa’ | Fotografia: Instagram / SIC
  • O Estamos em Casa (3,1% / 16,2%), com Ruben Pacheco Correia, foi líder de audiências, apesar de ter começado atrás do Bom Dia Portugal (2,4% / 18,2%). A TVI esteve em terceiro durante o primeiro episódio de Inspetor Max (1,1% / 7%), mas saltou para a vice-liderança durante o segundo capítulo (2,2% / 11,4%) da série, numa altura em que na RTP1 já estava no ar o Mal-Amanhados (1,9% / 9,8%).
  • Ainda de manhã, o Vida Animal (2,3% / 9,9%), na TVI, marcou os piores valores em rating e em share, ocupando a terceira posição, atrás do Aqui Portugal (2,9% / 10,9%) e do Estamos em Casa. Depois, o VivaVida (3,9% / 12,7%) passou para a vice-liderança, ultrapassando o programa popular da RTP1. Nesta faixa, a SIC liderava com O Nosso Mundo (6,9% /21,9%).
  • O Alta Definição (8,9% / 23,1%), com João Moleira, liderou as audiências. Com o fim do programa de entrevistas da SIC, a liderança passou para a TVI que tinha no ar o Conta-me (6,2% / 17,8%). A entrevista de Maria Cerqueira Gomes a Nuno Eiró foi líder, ultrapassando o E-Especial (4,8% / 14,2%) que marcou os piores valores de audiência média e de quota de mercado.
  • O Em Família (5,9% / 15,5%) ocupou o primeiro lugar, em média, durante o horário em que foi transmitido. O formato apresentado por Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes esteve em segundo lugar durante cerca de 20 minutos, numa altura em que o Regresso ao Futuro (4,1% /12,7%) liderava. A TVI passou também para segundo na faixa das 19h com o início de O Preço Certo (8,9% / 17,3%), que liderou. O Em Família, o Regresso ao Futuro e o O Preço Certo marcaram os piores valores em rating.
  • Velocidade Furiosa 8 (5,7% / 13%) foi o filme transmitido pela SIC este sábado. No ar a partir das 17h24, a grande produção esteve em segundo lugar, atrás do Em Família e à frente do Aqui Portugal (3,1% / 8,8%). A partir das 19h, a SIC caiu para terceiro.
  • O Jornal da Noite (11,4% / 19,7%) liderou, mas deixou a liderança escapar durante cerca de 20 minutos para o Jornal das 8 (10,4% / 17,9%). O informativo da TVI até começou atrás do Telejornal (9,5% / 16,5%), mas depois conseguiu assumir-se como vice-líder.
Mais Artigos
Vento Norte, série de horário nobre da RTP1. Na cena, Almeno Gonçalves.
‘Vento Norte’. Um regresso que abala uma família e o país