Hell's Kitchen
Fotografia: SIC/Divulgação

Hell’s Kitchen “tem tudo para ser o melhor programa de 2021”

Uma aposta há muito aguardada, o Hell’s Kitchen de Ljubomir Stanisic estreou na SIC no último domingo (14). O Fita Isoladora, podcast semanal do Espalha-Factos, analisa o arranque e adivinha os próximos capítulos da guerra de audiências em horário nobre.

Miguel Cunha dos Santos, editor no EF, regressa ao podcast depois da análise à estreia do All Together Now, o novo formato da TVI. Refere que Hell’s Kitchen “tem tudo para ser o melhor programa de 2021”, sendo “uma adaptação muito bem feita e, por isso, “o melhor programa dos domingos”.

João Malheiro, do painel habitual do podcast, aguardava este formato “desde que o Ljubomir saiu para a SIC” e dá o veredito: “valeu a pena a espera porque é uma grande produção”. O bloco analisa estes pontos positivos, que vão do cenário aos concorrentes ou ao ritmo do programa; e os pormenores que menos agradaram nesta estreia e o que poderia ser melhorado em futuros episódios.

O programa, que junta 16 concorrentes aos comandos de Ljubomir Stanisic, liderou audiências na estreia – assegurou toda a faixa horária de emissão, com uma distância de quase 100 mil espetadores face a All Together Now. Mesmo assim, os resultados deixam espaço a alterações nesta linha dianteira das audiências e o painel tenta prever os próximos capítulos dos confrontos entre o novo formato da SIC, o programa de talentos da TVI e a versão infantil do The Voice, na RTP.

Nomeações aos Óscares e The One também em análise

A Academia de Artes Cinematográficas dos Estados Unidos revelou esta segunda-feira (15) os nomeados da 93.ª cerimónia dos Óscares. Os filmes MankOs 7 de ChicagoMinari Nomadland são alguns dos que concorrem à categoria de Melhor Filme. A editora do EF Mariana Nunes junta-se ao episódio para fazer uma revisão pelas surpresas e ausências numa lista de nomeados mais consensual face a edições dos últimos anos.

Fotografia: Netflix/Divulgação

Albano Jerónimo tem um papel de destaque na nova série britânica original da NetflixThe One, onde também entra Miguel Amorim. Será que a nova série vale a pena? E os atores portugueses, como se saem? Ruben Ferreira, editor no EF, á a sua opinião sobre o papel dos atores e sobre a produção internacional.

Este e todos os episódios do Fita Isoladora estão disponíveis para audição e subscrição nas plataformas SpotifyApple PodcastsGoogle PodcastsAnchorBreaker e RadioPublic.

Mais Artigos
The Black Mamba
Eurovisão 2021. ‘The Black Mamba Home Concert’ estreia já na próxima semana