Harry e Meghan foram entrevistados por Oprah Winfrey
Fotografia: CBS

Entrevista de Harry e Meghan Markle com audiência histórica no Reino Unido

A entrevista que o Príncipe Harry e a sua companheira e atriz Meghan Markle deram a Oprah Winfrey atingiu um máximo de 11,3 milhões de espectadores no canal de televisão britânico ITV, na noite de segunda-feira. Para além disso, mais 2,2 milhões de pessoas assistiram no canal streaming ITV Hub, segundo o Deadline.

Nos Estados Unidos da América, a audiência de Oprah with Meghan and Harry: A CBS Primetime Special foi ainda maior. 17,1 milhões de pessoas sintonizaram a CBS para assistir às confissões do casal à apresentadora e produtora, superando a audiência dos Emmy e dos Golden Globes deste ano.

A emissão no Reino Unido, que foi o programa mais visto do dia, acontece após aquilo que é descrito pela CEO Carolyn McCall como “uma corrida desenfreada” pela compra dos direitos de exibição, que terão custado cerca de um milhão de libras, o equivalente a cerca de 1,17 milhões de euros.

A conversa entre os membros da família real e Oprah é também a emissão não-informativa mais vista em 2021, sendo apenas ultrapassada pela comunicação ao país de Boris Johnson, a propósito do novo confinamento.

Insensibilidade e racismo

Durante quase duas horas de conversa sentida e honesta, a família real britânica foi acusada de insensibilidade quanto a questões de saúde mental, deixando Meghan sem apoios, ao ponto de esta ter sentido vontade de acabar com a sua própria vida. A Firma, como a duquesa de Sussex lhe chamou, não terá dado o título de ‘príncipe’ ao filho, Archie, como seria de esperar, por ter preocupações quanto à cor da sua pele, ao nascer.

Estas acusações de racismo dentro da monarquia britânica geraram especulações sobre o autor dos comentários. Apesar do duque de Sussex se ter recusado a revelar todo o conteúdo e autores da conversa, os rumores começaram a circular.

Apesar de a Família Real ainda não ter feito uma declaração oficial porque “o palácio não quererá sentir-se pressionado para dizer alguma coisa”. De acordo com a correspondente real da BBC, Daniela Relph, reuniões de gestão de crise com os membros seniores já estarão a acontecer.

 

* com Pedro Miguel Coelho.

Mais Artigos
Marta Massada, professora universitária e médica, será nova comentadora do Trio d'Ataque
‘Trio de Ataque’. Debate futebolístico terá mulher comentadora pela primeira vez