Festival da Canção
Fotografia: Pedro Pina/RTP

Festival da Canção. Final perde espectadores e é menos vista que a primeira semifinal

Festival da Canção 2021 chegou ao fim este sábado (6). A final do certame, que teve como vencedora a canção ‘Love Is On My Side’, dos The Black Mamba, não conseguiu repetir a liderança da edição passada e derrapou para o terceiro lugar no horário em que foi transmitida. O programa foi menos visto que a primeira semifinal e não conseguiu combater as apostas da concorrência.

A cerimónia, apresentada por Filomena CautelaVasco Palmeirim e Inês Lopes Gonçalves, alcançou, em média, 652 mil espectadores – correspondente a 6,9% de audiência média e 14,5% de share, mantendo-se no terceiro lugar em média durante o período em que esteve no ar. O Festival enfrentou um bloco de programação habitualmente forte por parte da concorrência: na SIC, foi para o ar um episódio especial da novela Amor AmorPatrões Fora e Terra Nossa; na TVI, a estreia das galas do Big Brother – Duplo Impacto aos sábados.

Os valores indicam que a Grande Final do certame teve, na sua totalidade, uma audiência média menor que a primeira eliminatória deste ano, que foi para o ar a 20 de fevereiro e registou 7% de audiência média e 12,5% de share. Apesar da descida em audiência, a quota de mercado aumentou face à eliminatória. Em média, fica mesmo abaixo da edição de 2017, a primeira desta nova fase de Festival da Canção, que cativou 684 mil espectadores (7,1%/17,9%).

O programa atingiu um máximo de 981 mil espectadores por volta das 21h37, altura em que decorria a apresentação das canções finalistas, na primeira metade da emissão. Os valores desceram progressivamente ao longo da noite, com a segunda metade da final ocupada por atuações de tributo e dos apresentadores, momentos de entrevista aos concorrentes e recap às canções em votação – pelas 23h30, eram perto de 500 mil. O momento em que The Black Mamba foram anunciados como vencedores do concurso, pelas 00h32, foi acompanhado por 468 mil espectadores.

Os números desta final voltam a descer face à do ano passado, em que a última etapa do Festival da Canção ficou em primeiro lugar no horário com 8,1% de audiência média e 19,1% de quota de mercado, liderando em média e chegando ao lugar de 5.º programa mais visto do dia. Estes valores tinham sido uma franca recuperação face a 2019, em que a final atingiu o seu pior resultado de sempre (610 mil espectadores – 6,3%/15,8%).

Eurovisão
The Black Mamba foram os vencedores do Festival da Canção 2021. | Fotografia: Pedro Pina/RTP

A transmissão foi acompanhada com mais atenção pelos espectadores na região do Algarve, que registou a quota de mercado mais elevada (18,2%), seguindo-se o Alentejo (16,2%); Lisboa registou os valores mais baixos (11,7%). O Festival da Canção foi mais popular entre os espectadores acima dos 75 anos (27,4% de share), algo habitual para a RTP1; o público dos 4 aos 14 anos foi o que menos viu a final (11%) e, entre as camadas mais jovens, o evento registou 10,7% de share na faixa 15-24.

Nos totais diários, a RTP1 terminou o dia atrás das privadas, com 11,7% de quota de mercado. A liderança ficou para a SIC, com 18,1% de share.

Um recorde de televoto e o domínio nas trends ao longo da noite

Apesar dos resultados nas audiências, as votações para escolher o representante português na Eurovisão atingiram valores contrastantes. A RTP revelou ao longo da emissão, ainda antes do fecho das linhas, que tinham sido ultrapassadas as 73 mil chamadas de televoto, um recorde absoluto para o certame.

Em primeiro lugar esteve também o Festival da Canção entre as pesquisas, indica o Google Trends, a atingir picos de popularidade ao longo da emissão. O mesmo aconteceu no Twitter, que teve a hashtag #FestivaldaCancao em primeiro lugar nos trends nacionais desde o início do Festival, tendo mais tarde passado para segundo lugar, onde se manteve durante a madrugada, até ser ultrapassada por #bbtvi. No top 15 dos assuntos nacionais da rede social estiveram também termos como EurovisãoBlack MambaNeevCarolina Deslandes ou Roterdão.

Mais Artigos
Catarina Furtado
Catarina Furtado procura histórias inspiradoras em novo programa da RTP