Eurovisão
Fotografia: Eurovision.tv

Eurovisão 2021. Artistas vão poder atuar ao vivo a partir de Roterdão

A organização revelou o novo plano de segurança sanitária para a edição deste ano.

Depois do cancelamento em 2020, o Festival Eurovisão da Canção continua a preparar a edição deste ano adaptada às restrições da pandemia. A União Europeia de Radiodifusão (UER/EBU) anunciou esta terça-feira (2) o novo plano de segurança sanitária, que prevê que os 41 representantes a concurso possam atuar em direto a partir de Roterdão, nos Países Baixos.

O programa de saúde e segurança para a Eurovisão 2021 foi revelado através de um comunicado da EBU, que segue as linhas base do Instituto Nacional para a Saúde Pública e o Ambiente neerlandês e foi aprovado pelas autoridades de saúde nacionais e pela multinacional Société Générale de Surveillance (SGS).

“Este protocolo demonstra o nosso compromisso em fazer acontecer o festival, com a saúde e a segurança de todos os presentes, incluindo equipas e imprensa, na maior prioridade”, garante a organização.

Equipas serão testadas à Covid-19 com elevada regularidade

Para a realização do festival, as emissoras NOS/NPO/AVROTROS, em conjunto com a EBU, garantem medidas de higiene e segurança, uso de máscara protetora, ventilação apropriada e uma capacidade de testagem alargada e extensiva com elevada regularidade.

Todos os envolvidos que venham de fora dos Países Baixos, dos artistas à imprensa, terão de cumprir um período de isolamento obrigatório de cinco dias antes da viagem e testar negativo à Covid-19 com antecedência de pelo menos 72 horas. Em Roterdão, as delegações nacionais e outras equipas terão de ficar no hotel em quase todas as ocasiões, exceto nos momentos em que se desloquem à arena para ensaios, atuação em direto e outras atividades.

Eurovisão
Arena Ahoy, em Roterdão | Fotografia: Eurovision.tv

As equipas a trabalhar na Ahoy Arena serão testadas com regularidade num centro situado junto à arena do espetáculo, numa estratégia de testagem que está atualmente a ser desenvolvida pelas entidades de saúde designadas.

“O objetivo é claro: prevenir a transmissão do vírus durante o evento. Se alguém testar positivo, o nosso protocolo de isolamento é ativado, apoiamos as autoridades de direito com o rastreamento e tomamos medidas adicionais se necessário”, garante Sietse Bakker, produtor executivo da Eurovisão 2021, em comunicado.

Objetivo: atuar em Roterdão, mas tudo pode mudar

A organização revelou em 2020 quatro cenários criados para possibilitar a Eurovisão deste ano, de acordo com o evoluir da crise sanitária a nível global. No mês passado, descartou o primeiro cenário, que descrevia um festival sem distanciamento e restrições.

O foco está agora no cenário B – participantes na cidade com delegações mais pequenas, audiência reduzida e com distanciamento, poucos eventos pela cidade com restrições e uma sala de imprensa reduzida, com 500 membros no local e 1000 outros jornalistas a acompanhar online.

Eurovisão
Os cenários em equação para a Eurovisão 2021. | Fotografia: EBU/Divulgação

E se a situação pandémica piorar, onde atuam os artistas?

A organização aponta para atuações em direto de Roterdão com todas as medidas necessárias, mas aponta para a a possibilidade de uma nova alteração de planos consoante a evolução da situação pandémica.

Mesmo que avance o cenário B e os artistas possam cantar na cidade anfitriã, um teste positivo antes ou durante os preparativos pode impossibilitar a viagem. Para estes casos, a EBU anunciou em novembro que, de modo a assegurar que todos os países têm a mesma oportunidade, os artistas a concurso vão poder gravar previamente uma versão da sua atuação para ser exibida nas galas.

A gravação, a partir de um estúdio em cada país, será apenas utilizada em caso de impedimento de deslocação do concorrente a Roterdão e permite que todos os países tenham chance de participar no certame. A organização garante a integridade das atuações, para que nenhum representante ganhe vantagem pela utilização de meios técnicos proibidos.

Festival Eurovisão da Canção 2021 acontece nos dias 18, 20 e 22 de maio, em Roterdão, nos Países Baixos. Os apresentadores, o design do palco e o slogan – Open Up – previstos para a edição do ano passado mantêm-se inalterados. Serão 41 países a concurso, entre os quais Portugal, que já está em busca de representante – a final do Festival da Canção acontece este sábado, 6 de março.

Espalha-Factos continua a acompanhar todas as novidades do concurso, bem como da Eurovisão, num podcast especial, o EFVisão. Ouve o último noticiário semanal:

Mais Artigos
Óscares
Óscares 2021. Sabe onde podes ver todos os filmes nomeados