BBC
Fotografia: Divulgação

BBC Three. Canal responsável por ‘Normal People’ e ‘Fleabag’ volta à televisão no Reino Unido

Da televisão para o digital e de volta para a televisão. A BBC Three, canal público britânico dedicado ao público mais jovem, vai voltar a ser um canal de televisão com emissão tradicional, depois de em 2016 ter sido despromovido pela emissora a um canal exclusivamente online. O regresso está marcado para 2022.

BBC confirmou esta terça-feira (2) que o canal, que nos últimos cinco anos existiu apenas como plataforma digital, tem regresso marcado à antena britânica já no próximo ano. A decisão surge de um estudo da gigante de media britânica, que realçou o elevado número de pedidos dos espectadores para o regresso da Three como canal televisivo.

A aposta vai continuar a ser no público entre os 16 e os 34 anos, com conteúdo maioritariamente produzido no Reino Unido e que passa por séries, filmes, documentários, animação e informação.

O canal, tal como fazia até 2016, vai partilhar frequência com a CBBC, canal para crianças dos 7 aos 12 anos. A emissão de conteúdo infantil, que em 2020 passou a incluir programas escolares no isolamento (à imagem do português #EstudoEmCasa, da RTP), vai continuar, mas passa a terminar às 19h. A partir daí, entra em antena a emissão da BBC Three, que se estende até às 4 da madrugada e vai incluir também alguns programas destinados à faixa 13-15.

O objetivo é voltar a ter uma programação maioritariamente local, com 70% desses produtos a sair de Londres para o resto do país. A equipa pretende, ainda, atrair novos espectadores e encontrar novos talentos para a emissora através das novas apostas.

A casa de alguns dos maiores sucessos da ficção recentes

Apesar da passagem para plataforma digital em 2016, a marca BBC Three tornou-se responsável por vários fenómenos na ficção europeia (ou com parte da produção pela estação britânica). O selo do canal tornou-se uma “máquina de êxitos”, refere a BBC, e é responsável por séries como Normal People, adaptação da obra de Sally Rooney que se tornou um sucesso entre a crítica e os espectadores, Fleabag, de Phoebe Waller-Bridge, ou Killing Eve, produção da BBC America com a Three também criada por Waller-Bridge.

Fleabag da Amazon Prime Video
Fotografia: Reprodução/D.R.

Outros sucessos com o selo do canal incluem a versão britânica de RuPaul’s Drag Race, que já se tornou uma das favoritas dos fãs da competição, This Country ou o documentário Jesy Nelson: Odd One Out.

Estas produções atingiram números elevados nas suas exibições noutros canais da BBC e na plataforma de streaming iPlayer, que vai surgir como principal aliada do novo canal. A emissora pública vai, por isso, aumentar o orçamento do canal para produção de novas séries e conteúdos, que sobe de 30 a 40 milhões de libras (34-46 milhões de euros) para 60-80 milhões de libras (69-92 milhões de euros).

O canal espera ainda a aprovação final do Governo do Reino Unido para trazer o canal de novo para a antena, que duvida da capacidade da BBC em atrair público jovem para as suas produções. A estação contesta e afirma que os jovens adultos do país vêm mais horas de programação nas várias plataformas da BBC do que na de qualquer outro canal em sinal aberto ou por cabo.

Mais Artigos
Netflix
Netflix. Há três novas séries espanholas a chegar à plataforma