Troféu Festival da Canção 2021
Fotografia: Pedro Pina/RTP

Festival da Canção 2021: Conhece a ordem de atuação na Grande Final

As linhas telefónicas já se encontram abertas aos espectadores

Depois de escolhidos os dez finalistas do Festival da Canção 2021, foi agora revelada a ordem de atuação de cada música na Grande Final do concurso. ‘Saudade’ será o primeiro tema a subir a palco e ‘Love is on my Side’ o responsável por fechar a gala.

No programa A Nossa Tarde desta segunda-feira (01), a apresentadora da segunda semifinal Tânia Ribas de Oliveira abriu oficialmente as linhas de votação para a final, ao passo que revelou também a ordem com que as canções irão desfilar pela última vez no palco da RTP.

À semelhança do que tem acontecido em anos anteriores, os telespectadores podem votar nos seus temas favoritos durante toda a semana, com as linhas a fecharem apenas na última emissão, a 6 de março. “As linhas já estão abertas e só encerram no sábado, quando a Filomena Cautela e o Vasco Palmeirim derem ordem”, explica a emissora nas redes sociais.

Um destes temas vai suceder a Elisa como vencedor e ter a oportunidade de representar o país no Eurovision Song Contest. Depois de cancelado pela primeira vez na sua história em 2020, o certame tem este ano vários cenários para a sua realização.

Ordem de atuação na Grande Final:

1. Karetus & Romeu Bairos – ‘Saudade’ (Autores: Karetus)

2. Joana Alegre – ‘Joana do Mar’ (Autora e Intérprete)

3. Fábia Maia – ‘Dia Lindo’ (Autora e Intérprete)

4. Valéria – ‘Na Mais Profunda Saudade’ (Autor: Hélder Moutinho)

5. Carolina Deslandes – ‘Por um Triz’ (Autora e Intérprete)

6. NEEV – ‘Dancing in the Stars’ (Autor e Intérprete)

7. Pedro Gonçalves – ‘Não Vou Ficar’ (Autor e Intérprete)

8. Sara Afonso – ‘Contramão’ (Autor: Filipe Melo)

9. EU.CLIDES – ‘VOLTE-FACE’ (Autor: Pedro da Linha)

10. The Black Mamba – ‘Love is on My Side’ (Autor: Tatanka)

A Grande Final do Festival da Canção 2021 é transmitida este sábado, dia 6 de março, na RTP1. Tal como aconteceu nas semifinais, a última emissão do concurso será em estúdio, sem público. Desta vez, a emissora dispensa o júri de sala e as avaliações especializadas partirão de outro lote de jurados, que será associado a sete regiões diferenciadas do país, incluindo Portugal Continental e Ilhas.

Mantém-se contudo o método de votação 50/50. Ou seja, tanto os jurados como os espectadores apresentam o mesmo peso na escolha da canção vencedora. Em caso de empate, a organização é clara: “Nas semifinais passa o tema com maior pontuação do júri, enquanto que na final a canção que tiver tido mais votos do público será a vencedora”.

Espalha-Factos continua a acompanhar todas as novidades do concurso, bem como da Eurovisão, num podcast especial, o EFVisão. Já se encontra disponível o último episódio do formato:

Mais Artigos
Não Me Envergonhes, Pai!
‘Não me envergonhes, Pai!’. Comédia junta Jamie Foxx e filha no ecrã