TVI24
Imagem: Espalha-Factos

TVI24. Doze anos celebrados com nova programação em emissão especial

Durante uma emissão especial, foram apresentados os novos programas no dia de aniversário do canal de notícias

A TVI24 assinalou o seu 12.º aniversário da melhor maneira. Ao longo da noite, foram apresentados os novos programas da grelha do canal. No final da noite, ainda houve tempo para o bolo de aniversário.

Foram vários os programas que, ao longo da noite de ontem, foram sendo apresentados pela TVI24, numa emissão especial que celebrou os 12 anos do canal. A integrar a grelha do canal de informação da TVI24 estão programas variados e que farão companhia ao telespectador tanto de segunda a sexta-feira como também ao fim de semana. As novidades começam logo pela manhã com o Hoje é Notícia. Das 10h às 12h, Raquel Matos Cruz falará sobre os temas da atualidade, num programa onde os espectadores podem também participar, por telefone, Whatsapp ou através das redes sociais.

As tardes do canal de informação ficarão entregues a Ana Sofia Cardoso, que se fará acompanhar por Pedro Santos Guerreiro, Filipe Santos Costa e Anabela Neves. Esta é uma aposta que o diretor de informação da TVI24 defende ser pioneira em Portugal: “É claramente um formato que não tenho memória de existir. Os quatro não são apenas um painel de comentadores, os quatro são, no fundo, quatro pessoas residentes de segunda a sexta-feira que não estão ali apenas para comentar, mas para enquadrar e conversar sobre a atualidade.”

Para além disso, Anselmo Crespo explicou também que “não nos quisemos limitar a dar apenas o que está a acontecer. Quisemos que o telespectador encontre uma forma mais arejada de olhar para a atualidade. E que não provocasse aquela sensação de «oh não, mais uns comentadores ali em estúdio a fazer opinião». A ideia dos quatro é que eles sejam, sobretudo, a companhia das tardes na TVI24”.

Também Ana Sofia Cardoso mostrou entusiamo com o novo desafio: “Eu espero que seja um programa que visa acrescentar várias visões que são diferentes, e acrescentar essa diferença e a forma de ver essa notícia. A tarde é um momento muito rico em termos noticiosos, e às vezes é preciso que a notícia seja logo de imediato desconstruída. É fundamentalmente isso que eu espero, que nós consigamos, os quatro, desconstruir essa notícia que está a acontecer nesse exato momento e acrescentar alguma informação, alguma explicação, um outro ponto de vista sobre aquele facto”.

Os debates são outra grande aposta da TVI24 com o programa O Dilema. “Um dos processos que levou à criação do Dilema foi chegarmos à conclusão de que a televisão portuguesa e os canais por cabo tinham um défice de debate. Mas debate na verdadeira aceção da palavra. Onde duas opiniões ou mais se confrontam e permitem ao espectador tirar as suas próprias conclusões. O dilema surge dessa vontade, de segunda a sexta-feira, num horário em que o telespectador já sabe quais foram as notícias do dia. Termos, todos os dias, um bom debate sobre um grande tema que divida a sociedade e que possa contribuir para formar a opinião das pessoas”, explicou Anselmo Crespo. O Dilema será moderado por Carla Moita e João Póvoa Marinheiro. Para além disso, contará com um painel rotativo de comentadores, como Rogério Alves, Francisco Mendes da Silva, Miguel Guedes e Maria João Marques e, ainda, com convidados especiais. O Dilema vai para o ar às 23h, sempre de segunda a sexta-feira.

No meio de tantas novas apostas, também o futebol terá um novo segmento. Temos Aqui Um Caso contará com Joaquim Sousa Martins e Rui Pedro Braz. A contrariar os já muito conhecidos, e até criticados, programas de análise futebolística que já não são emitidos pelo canal, o Temos Aqui um Caso irá fazer uma análise “dos principais casos do futebol português, não apenas da jornada”, explicou o diretor de informação da TVI24. Todas as segundas-feiras, entre as 22h e as 23h, será feita uma análise aos assuntos mais importantes do desporto-rei em Portugal, numa abordagem que se centra em “menos opinião e mais facto”, como defende Rui Pedro Braz. “O grande objetivo é combater a desinformação, essa corrente de notícias falsas que começa a ganhar cada vez mais peso e força. É importante ir aos factos, e explicar com base nos números, com base numa realidade que tem mais a ver com questões factuais do que com opinião”, explicou o jornalista de desporto da TVI24. No entanto, garantiu haver espaço para ambos os formatos: “desde que seja feito com respeito, com qualidade, e desde que os intervenientes sejam pessoas credíveis e que saibam estar”. Para terminar a noite informativa, os espectadores podem contar com João Pedro Rodrigues, responsável por conduzir o noticiário da meia-noite. O foco estará nas notícias do dia seguinte e no plano internacional.

Novidades também ao fim-de-semana

Também os fins-de-semana foram alvos de muitas novidades, com programas variados e para todos os temas. Com espaço para a cultura, a TVI24 apostou no COOLBOX, com Maria João Rosa e Vítor Moura aos sábados, às 10h30. A política fica entregue a Filipe Santos Costa, Sérgio Sousa Pinto Sebastião Bugalho com A Lei Da Bolha. Com convidados-surpresa todas as semanas, este programa irá analisar o melhor e o pior da semana, assim como as histórias e os segredos do mundo político, todos os sábados, às 23h.

Para o domingo, as novidades estão nos programas dedicados à economia. Em A Culpa é dos Economistas, será feita uma análise aos grandes temas da economia nacional e internacional, com espaço para entrevistas. Todos os domingos, às 14h, Vasco Rosendo, Pedro Santos Guerreiro, António Costa e Paulo Ferreira reúnem-se para discutir o que de mais importante há na economia. Mas o tema não fica por aqui. Às 18h, é a vez de Marco António e Alda Martins fazerem a sua parte em Contas Redondas. Este novo programa da TVI24 visa traduzir a economia para o público em geral, de maneira a ensinar e a fazer entender a economia do dia-a-dia. Para além disso, Contas Redondas irá também marcar presença no J8.

As novidades da programação de domingo terminam às 22h30 com o já conhecido MAIS FUTEBOL. Este, que é já um dos mais icónicos programas de futebol em português, irá agora ocupar as noites de domingo, numa emissão conduzida por Cláudia Lopes.

A TVI24 completa 12 anos com uma emissão especial

No ar desde 2009, a TVI24 celebrou doze anos de muito trabalho dedicado à informação. Foi durante uma emissão especial que foram apresentados os novos programas que integram a nova grelha do canal. Entre diretos, várias foram as caras conhecidas que falaram com o Espalha-Factos, num balanço sobretudo positivo. “Há muitos motivos para a TVI se orgulhar do canal TVI24. Porque ele foi marcando e entrando na vida das pessoas”, partilhou Anselmo Crespo. A assumir o cargo de diretor de informação desde setembro do ano passado, Anselmo Crespo faz um balanço positivo destes últimos seis meses da TVI: “Do ponto de vista de audiências tem sido um feito um caminho com altos e baixos, sim. Mas o Jornal das 8 está, hoje, mais próximo do jornal das oito da SIC do que estava em setembro. E esse caminho não começou com a nossa chegada, é justo dizê-lo. Esse caminho começou um mês antes. O Jornal da Uma está mais próxima do líder. E a TVI24 tem um caminho mais longo para percorrer, não tenho nenhum problema em assumi-lo, a tarefa é mais dura ainda que no primetime, por exemplo, nós já conseguimos, [em] vários dias, roubar a liderança ao líder dos canais de informação. Portanto, tem sido feito um caminho e, por isso mesmo, o meu balanço é positivo. Esperamos que os telespectadores reconheçam na TVI24 um produto de qualidade e, sobretudo, diferente daquilo que a concorrência dá.”

Lurdes Baeta, uma das caras mais conhecidas da TVI, mostrou-se também satisfeita com o canal de informação da TVI. “Eu tenho sempre de fazer um balanço relativamente ao trabalho de todos os que fazem a TVI24, porque é um trabalho árduo. Num canal de notícias, estamos sempre em cima das breaking news e daquilo que podemos trazer para além daquilo que se conhece das notícias. Eu nunca posso fazer um balanço negativo nesse sentido, porque nós conseguimos fazer muitas coisas e damos o litro todos os dias.” Para Rui Pedro Braz, são os colegas que completam a sua caminhada na TVI.“De modo geral, aquilo que mais gozo me dá é trabalhar com profissionais fantásticos. Pode parecer um cliché, mas essa é a verdade. Já estou aqui há oito anos, em exclusividade na TVI e na TVI24, e já trabalhei com profissionais de primeira linha e continuo a trabalhar, e tenho aprendido muito”.

Há 20 anos na TVI, Carla Moita mostrou-se satisfeita com o canal que diz continuar a fazê-la crescer: “continuo a ter a oportunidade de crescer profissionalmente e de conseguir coisas que me desafiam. Eu acho que é muito bom quando ainda nos conseguimos estimular ao fim de vinte anos na mesma empresa, e continuar a sentir que tenho espaço para continuar a crescer”. João Póvoa Marinheiro, a trabalhar agora em dupla com Carla Moita, destacou o seu crescimento profissional: “O meu trajeto tem sido um crescimento constante. Sobretudo esta última junção, neste horário, com a Carla, foi algo muito importante para também estimular a moderação de conversas, de debates, de entrevistas, crescer mais nesse formato. Acho que este é o caminho certo”.

Também Ana Sofia Cardoso, que está já na TVI há doze anos, expressa carinho pela estação de Queluz de Baixo, que lhe tem proporcionado oportunidades e desafios. “Assisti ao nascimento da TVI24, e tem sido um bebé que, na verdade, andamos a acompanhar ao longo do tempo. Tem sido engraçado, porque na televisão acompanhamos o seu crescimento mas também o nosso. E acaba por ser interessante ver o crescimento da TVI e o nosso crescimento cá dentro. Tenho tido a sorte de ter tido algumas oportunidades e de ter tido desafios que me foram propostos que acho que correram bem e, por isso, vão aparecendo outros projetos. Estou muito satisfeita, e espero que me sejam colocados mais desafios daqui para a frente”.  A noite de aniversário do canal de informação terminou com o cantar dos parabéns ao canal que tem feito parte da vida dos portugueses nos últimos 12 anos – com direito a bolo.

 

 

 

 

Mais Artigos
CinemaS
Cinemas portugueses em risco de encerrar