Sophie Turner

Sophie Turner. 25 anos da “Rainha do Norte”

Sophie Turner sopra as velas do 25.º aniversário este domingo, dia 21 de fevereiro. Com uma carreira que começou muito cedo, ainda na infância, a atriz é especialmente conhecida por vestir a pele de Sansa Stark, na série da HBO, Game of Thrones. No entanto, há mais a recordar do longo reportório da artista.

Sophie Belinda Turner, agora Jonas, nasceu em Northamptonshire, na Inglattera, mas mal teve tempo para conhecer a terra natal, uma vez que se mudou para Warwick, no condado de Warwickshire, com apenas dois anos. Sempre soube que queria ser atriz e, para seguir esse sonho, juntou-se a um grupo de teatro aos três anos. Podemos dizer que o trabalho foi recompensado, uma vez que o primeiro papel profissional da atriz foi uma autêntica catapulta no mundo da representação: a interpretação de Sansa Stark, em Game of Thrones.

Com apenas 15 anos e na pele de uma personagem tão forte, que lhe trouxe uma fama sem fim, seria fácil que a restante carreira da atriz fosse ofuscada por este primeiro papel. No entanto, tal não aconteceu e Sophie Turner continuou a mostrar daquilo que é feita e a dar cartas no mundo do cinema e da televisão. Deste modo, para marcar o aniversário da artista, o Espalha-Factos selecionou alguns dos papéis da intérprete que não se deixaram ofuscar pela luz de Sansa Stark.

Another Me2013

Another Me Sophie Turner

Logo após o sucesso de Game of ThronesAnother Me foi a estreia de Sophie Turner no cinema. O thriller psicológico de Isabel Coixet é baseado no romance homónimo de Catherine MacPhail e foca-se na família Delusseyquando o pai Don (Rhys Ifans), é diagnosticado com esclerose múltipla.

Na longa-metragem, a atriz é a filha do casal DelusseyFay, uma jovem que regressa à escola e fica com o papel de Lady Macbeth na peça de teatro de Shakespeare, ao lado do rapaz de quem gosta. No entanto, Turner teve a oportunidade de interpretar um duplo papel aqui, uma vez que, ao longo do passar da trama, Fay começa a deparar-se com uma jovem exatamente igual a ela, que pode ser uma simples sósia perseguidora ou uma irmã gémea maléfica.

Sophie Turner teve uma ligação muito especial com este trabalho, uma vez que também ela teve uma irmã gémea que acabou por morrer antes do parto, tal como chegou a revelar em entrevista. Para além disso, foi um romper com o estilo a que os fãs se habituaram com Game of Thrones e marcou o início de um grande repertório no mundo do cinema.

X-Men2016 e 2019

Sophie Turner e Jessica Chastain em ‘X-Men: Fénix Negra’. Fonte: The Gamer

No ano de 2016, com X-Men: Apocalipse, Sophie Turner entrou pela primeira vez no mundo da Marvel. No filme, a atriz veste a pele de Jean Grey, uma jovem mutante com medo dos poderes telepáticos e tele-cinéticos. Apesar dos receios, Jean Grey é uma das mais fortes e melhores alunas da escola Charles Xavier.

Na verdade, Sophie Turner chegou a comparar a personagem com Sansa Stark, por ser uma jovem com um certo “lado negro”, mas que luta contra o próprio poder e adversidades para poder simplesmente viver uma vida normal. A artista chegou até a afirmar que foi mesmo por causa da personagem que interpretou em Game of Thrones que conseguiu o papel de Grey. Tenha realmente sido esse o motivo ou não, a verdade é que a personagem valeu a Turner uma nova forma de ser encarada e até uma nomeação aos Kids Choice Awards, com o filme X-Men: Apocalipse, e as nomeações para Favorite Action Movie Star e Favorite Female Movie Star nos People’s Choice Awards e de Choice Sci-Fi/Fantasy Movie Actress, nos Teen Choice Awards.

Josie2017

Sophie Turner em Josie

Em Josie, Sophie Turner veste a pele de protagonista, uma adolescente que se muda para uma pequena cidade no interior dos Estados Unidos. Lá, conhece Hank (Dylan McDermott), um rapaz muito solitário, e os dois acabam por se envolver. No entanto, com o tempo, começamos a conhecer o verdadeiro passado de Josie e começa a emergir um ambiente sinistro, no qual se entende que as intenções da jovem não são as melhores.

Com estreia no Mammoth Film Festival, a 8 de fevereiro de 2018, o filme não foi propriamente bem recebido pela crítica, com uma avaliação média de 4.39/10 no Rotten Tomatoes e uma pontuação média ponderada de 31 em 100 no Metacritic. Apesar disso, Sophie Turner acabou por vencer o prémio de Melhor Atriz pela interpretação no mesmo festival.

Time Freak2018

Time Freak Sophie Turner

No filme de comédia e ficção científica de 2018, atualmente disponível na Netflix, Turner teve a possibilidade de contracenar nos papéis principais com Asa ButterfieldNa verdade, a atriz interpreta Debbie, a namorada do génio da ciência Stillman (Asa), que acaba de terminar a relação. O rapaz decide então reconquistar Debbie a todo o custo. Contudo, acaba por deparar-se com uma solução bem mais científica: criar um mecanismo que lhe permita voltar atrás no tempo e evitar que tudo isso aconteça. Mal esse sabe que a ideia lhe vai trazer mais problemas do que soluções.

Com Time Freak, o trabalho de Sophie Turner volta-se para um público algo mais jovem, longe da intensidade de Game of Thrones e dos thrillers nos quais participava mais frequentemente até aqui. A produção de Andrew Bowler está catalogada para maiores de 13 anos, enquanto Game of Thrones , por exemplo, não é aconselhada para menores de 16.

Survive2020

Survive

De regresso às séries, Sophie Turner estrelou em 2020, ao lado de Corey Hawkins, a série de drama e aventura criada por Richard Abate e Jeremy Ungar. Baseada no romance homónimo de Alex Morel, a produção apresenta Jane (Turner) e Paul (Hawkins), duas pessoas completamente normais que se tornam os únicos sobreviventes de um acidente de avião. Isolados no espaço remoto de uma montanha coberta de neve, a dupla improvável vai ter de descobrir uma forma de sair dali. No entanto, nem tudo vai ser fácil, uma vez que Jane tem vários demónios interiores com os quais vai ter de lutar para além da sobrevivência.

A série original da Quibi conta, até ao momento, com uma temporada, constituída por 12 episódios. Ainda não é certo se poderá chegar uma segunda parte.

Outras aparições

Para além dos filmes e séries, por entre os quais já é internacionalmente conhecida, Sophie Turner participa também em alguns videoclips. Entre eles, destacam-se Oblivion, dos Bastille (2014), e ainda Sucker (2019) e What a Man Gotta Do (2020), dos Jonas Brothers, banda da qual faz parte Joe Jonas, marido da atriz.

Sophie Turner destaca-se então como uma atriz que, ainda em tenra idade, já anda nas bocas do mundo, devido a um repertório cinematográfico, televisivo e artístico que vai muito além da interpretação de Sansa Stark em Games of Thrones. A artista celebra este domingo 25 anos.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
moxie netflix
‘Moxie’. Comédia feminista de Amy Poehler chega à Netflix