Woody Allen
Fotografia D.R.

‘Allen v. Farrow’ conta história do escândalo sexual de Woody Allen

O documentário ALLEN v. FARROW estreia na HBO no dia 22 de fevereiro. A nova série documental, dividida em quatro partes, pretende dar a conhecer uma investigação profunda sobre as acusações de abuso sexual contra Woody Allen.

Corria o ano de 1993 quando o realizador foi acusado de abusar sexualmente a sua própria filha adotiva, Dylan Farrow, que à data tinha apenas 7 anos. Dylan tem publicado vários textos onde relata os alegados abusos sofridos, no entanto Allen sempre negou as acusações e, durante mais de 20 anos, Hollywood nunca se pronunciou sobre o caso. Em 2018, impulsionadas pelo movimento #MeToo, várias personalidades de Hollywood – Oprah Winfrey, Natalie Portman, Reese Whiterspoon ou Shonda Rhimes – acabaram por vir a público defender Farrow.

A série documental baseia-se num novo trabalho de investigação, com recurso a imagens retiradas de filmes caseiros, documentos judiciais, evidências policiais, imagens de vídeo reveladoras e cassetes de áudio, bem como em entrevistas exclusivas sobre o caso com Mia Farrow, Dylan Farrow, Ronan Farrow, o amigo da família Carly Simon, o provedor Frank Maco, familiares, investigadores, especialistas e outras testemunhas oculares, muitos deles a pronunciarem-se publicamente sobre o assunto pela primeira vez.

Para além de um relato meticuloso sobre um dos mais conhecidos e falados escândalos de Hollywood, o documentário também faz uma análise dos efeitos devastadores do trauma numa família e é uma descrição assustadora do ceticismo e da reação que pode resultar de uma acusação. Fazendo também, através de vozes do panorama cultural, uma reflexão sobre como as revelações públicas sobre a vida pessoal dos artistas podem levar a reavaliações do seu trabalho.

A série é uma obra original da HBO Documentary Films, realizada pelos premiados Kirby Dick e Amy Ziering.

 

Mais Artigos
Cristina Ferreira Parabéns Portugal TVI
TVI ganha vantagem e triunfa em dia de aniversário