Os três protagonistas da telenovela Tempo de Amar, da SIC
Fotografia: Globo / Divulgação

Audiências. ‘Tempo de Amar’ estreia a liderar em horário nobre

A nova novela da noite da SIC, a brasileira Tempo de Amar, protagonizada por Bruno Cabrerizo, já conhecido dos portugueses de êxitos da ficção nacional como A Única Mulher e Ouro Verde, estreou em primeiro lugar no horário das 23h.

O folhetim, lançado em 2017 pela Globo, já foi transmitido pelo canal brasileiro em território português, mas tem agora a estreia em sinal aberto, substituindo a portuguesa Golpe de Sorte, já na sua última semana de emissão. A estreia de Tempo de Amar correu de feição, fixando 8,2% de audiência média e 24,5% de share, valores acima da concorrente Amar Demais (7,9% / 20,7%) e da média da antecessora.

Golpe de Sorte foi transmitida mais tarde, já depois da meia-noite, e obteve o share mais alto do ano, de 25,7%, com uma audiência média de 6,7%. Em sequência, Totalmente Demais (4,7% / 22,8%) segurou também o primeiro lugar, frente a Big Brother: Extra (4,3% / 20,8%). Durante esta semana, com a chegada de Tempo de Amar, o canal de Paço de Arcos continuará a prolongar a emissão de novelas até perto da uma da manhã.

A SIC, que liderou o dia com 19,6% de quota de mercado, frente a 17,4% da TVI, dominou todo o período noturno. Jornal da Noite (12,9% / 22,5%) bateu Telejornal (9,9% / 17,1%) e Jornal das 8 (9,7% / 16,9%) e as telenovelas Amor Amor (13,3% / 24,8%) e Terra Brava (12,1% / 26,9%) também superaram facilmente Bem Me Quer (10,9% / 20,7%), da TVI, e Joker (4,9% / 9,2%) e Artur Entre Paredes (1,5% / 3,9%), da RTP1.

Lê também: ‘Glória’. Stephanie Vogt junta-se ao elenco da série portuguesa da Netflix

‘Daytime’ da TVI domina

Se a noite foi da SIC, o dia foi em grande parte da TVI. Dois às 10 (4% / 18,6%) começou a semana a bater Casa Feliz (3,8% / 17,2%), e à tarde as novelas A Única Mulher (4,5% / 16,5%) e Destinos Cruzados (4,1% / 15,4%) venceram Linha Aberta (4% / 15%), o que permitiu mudar o cenário habitual nos horários seguintes.

Júlia (4,1% / 13,5%) cedeu, ao fim de semanas, a liderança a Goucha (4,6% / 15,4%), que esteve em primeiro lugar durante quase toda a emissão. Na RTP1, somaram-se mínimos. A Filha da Lei (1,9% / 6,7%), Os Nossos Dias (1,4% / 5,2%) e A Nossa Tarde (1,7% / 6,1%) ainda não tinham feito tão maus resultados em 2021. O programa da tarde viu mesmo o documentário Ano Novo Chinês, emitido pela RTP2, a aproximar-se, com 0,7% de audiência média e 2,7% de share.

Ao final da tarde foi a ficção a recuperar a performance da SIC, com Viver a Vida (9,2% / 20,9%) a liderar frente a Portugal em Direto (4,3% / 11,3%), Big Brother: Última Hora (7,4% / 18%) e ainda contra os primeiros minutos de O Preço Certo (10,7% / 20,8%).

Êta Mundo Bom! (11,1% / 21,1%) continua acima do milhão de espectadores, mas cedeu a liderança ao concurso da RTP1 quando em confronto direto, não conseguindo manter a vantagem que a SIC trazia. O diário do Big Brother (8,9% / 17,3%) continua em terceiro.

Outros destaques

  • Bom Dia Portugal (1,5% / 16,2%) parece ter voltado a estabilizar na liderança frente a Esta Manhã (1,4% / 12%). Edição da Manhã (0,5% / 10,1%) e Alô Portugal (1,4% / 10,4%) não descolam do terceiro lugar.
  • Primeira Pessoa com José Roquette teve o melhor resultado deste ano: 7,1% de audiência média e 12,4% de share.
  • Mektoub, Meu Amor: Canto Primeiro foi o filme emitido em Tudo Menos Hollywood, da RTP2, com 0,7% de audiência média e 2,5% de share. Na sua parte final chegou a ultrapassar a RTP1.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Vertigem Azul Luc Besson TVCine Edition
Luc Besson. Cineasta é o artista a recordar em março no TVCine Edition