Ralph Fiennes em A Grande Escavação
Fotografia: Larry Horricks/Netflix © 2021

‘A Grande Escavação’: Descobre quem foi Basil Brown

A Netflix começou 2021 com a estreia do filme A Grande Escavação. Entre a realidade e a ficção, há muita coisa que realmente aconteceu. O Espalha-Factos ajuda-te a conhecer um pouco mais sobre Basil Brown, o homem que inspirou a personagem interpretada por Ralph Fiennes 

Após uma longa viagem no tempo, o espectador para em 1939, em Inglaterra, que está prestes a entrar em guerra com a Alemanha. Inspirado no livro de 2007 de John Preston, A Grande Escavação conta-nos a história verídica da escavação de Sutton Hoo. É ao longo da expedição que conhecemos as duas personagens que na vida real fizeram história. Uma delas é Basil Brown.

Quem foi Basil Brown?

Basil John Wait Brown nasceu a 22 de janeiro de 1888.  Filho de agricultores, deixou a escola aos 12 anos para ajudar o pai. Mais tarde, Brown começa a frequentar aulas à noite onde consegue um certificado em desenho. Cinco anos depois, em 1907, recebe vários diplomas: astronomia, geografia, geologia. Mas, a história da sua aprendizagem não se fica por aqui. Brown usou livros e programas de rádio para aprender latim e francês.

O interesse por Astronomia está presente desde cedo na vida de Brown. Apesar de no filme da Netflix não haver referências a esta sua paixão, Basil juntou-se à Associação Britânica de Astronomia em 1918. Dificuldades económicas obrigaram-no a deixar a associação, onde permaneceu até 1934. Ao longo da sua carreira astronómica, Basil publicou alguns artigos e um deles acabou por ter sucesso. Publicado em 1932, Astronomical Atlases, Maps and Charts: An Historical and General Guide teve uma nova edição em 1968. O artigo foi descrito como algo que veio preencher um grande vazio na literatura.

Basil Brown
Basil Brown. Foto do Museu Britânico.

Para além de astrónomo, Basil Brown desenvolveu outras capacidades. Apesar de não possuir nenhum diploma em arqueologia, tornou-se arqueólogo amador. A paixão por esta profissão levou-o desde criança a escavar buracos na esperança de fazer uma grande descoberta. Só em 1934, ano em que deixa a Associação Britânica de Astronomia, é que se dá a primeira grande descoberta de Basil. A escavação relacionada com uma investigação que fazia sobre olarias industriais romanas levou-o a encontrar um forno romano em Westfield. Graças a este trabalho teve a oportunidade de começar a trabalhar num museu. Mesmo sem qualquer tipo de qualificação na área, Basil começou a receber algum dinheiro pelo seu trabalho como “arqueólogo”. Algum tempo depois da primeira descoberta, Brown descobre, no mesmo sítio, uma cidade romana.

As descobertas de Sutton Hoo

Entretanto, só em 1938 é que Brown começa a trabalhar nas escavações que o filme da Netflix retrata. Empregado por Edith Pretty (Carey Mulligan), a segunda personagem principal do filme, Brown passa a ter um novo projeto em mãos. Basil terá como trabalho escavar os montes misteriosos que se encontram na propriedade de Edith em Suffolk. Durante as grandes escavações, os dois encontram um barco funerário. A descoberta acaba por mudar não só a forma como a Inglaterra olha para a sua própria história, mas também o mundo arqueológico.

A Grande Escavação de Sutton Hoo
Fotógrafos de 1939 mostram o comprimento da escavação em Sutton Hoo. Fotografia do Museu Britânico

Ao longo do processo de escavação, arqueólogos profissionais começam a chegar ao local, o que acaba por retirar algum prestígio a Basil. Durante alguns anos este acaba por ser esquecido pela história, mesmo tendo realizado uma das maiores descobertas de sempre. Algum tempo depois, o seu trabalho é reconhecido, mas de forma muito minoritária. Para além de receber uma pensão por parte do Estado, os seus contributos valeram-lhe uma placa com o seu nome na Rickinghall Inferior Church. Brown morreu em 1977, vários anos depois de ter iniciado as escavações de Sutton Hoo e de ter trabalhado noutros locais como arqueólogo.

E Ralph Fiennes?

É quando conhecemos Basil Brown que nos apercebemos que, na realidade, a sua personagem se assemelha muito a quem o interpreta. Ralph Fiennes, conhecido por dar vida a Lord Voldemort em Harry Potter, veste as roupas de Basil neste filme. Nascido a 22 de dezembro de 1962, o ator, tal como a personagem, é de Suffolk e filho de um agricultor. Mas há uma grande diferença entre Basil e Ralph. Ao contrário de Basil, Ralph Fiennes é reconhecido pelo seu trabalho. Na ribalta desde 1990, ano em que interpretou o filme A Dangerous Man: Lawrence After Arabia, Fiennes não foi esquecido por ninguém.

Ralph Fiennes
Ralph Fiennes (Fotografia: D.R.).

O ator ganhou duas nomeações aos Óscares com A Lista de Schindler, onde interpretou Amon Goeth, e O Paciente Inglês, onde dá vida a Almásy. A próxima aparição do ator será no grande ecrã como M no filme 007 – Sem Tempo para Morrer. No seu currículo tem ainda filmes como The Grand Budapest Hotel, A Bigger Splash e dois filmes da franquia 007. 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Festival da Canção
Festival da Canção 2021. Estas foram as reações à segunda semifinal