Wandavision
Foto: Disney | Divulgação

WandaVision: “Os primeiros três episódios podiam ser só um”

WandaVision é a mais nova incursão do Universo Cinematográfico da Marvel, desta vez no mundo das séries. Wanda, a Feiticeira Escarlate, e Vision, duas personagens com menos preponderância nas milionárias apostas da empresa no grande ecrã, ganham aqui o seu próprio espaço. O painel do Fita Isoladora divide-se na avaliação à série.

Pedro Miguel Coelho e Carolina Correia, que não são habituais espectadores dos super-heróis, têm visões opostas sobre o enredo original do Disney+. Enquanto o fundador do EF defende que “os primeiros três episódios da série podiam resumir-se em apenas um“, a diretora aponta que “foi amor à primeira vista“.

João Malheiro e Tiago Serra Cunha, editores do Espalha-Factos e anfitriões residentes do Fita Isoladora, também não concordam na análise que fazem à nova aposta da plataforma de streaming, que abre uma nova fase no Universo Cinematográfico. WandaVision, que terá nove episódios nesta primeira temporada, a serem lançados ao ritmo de um por semana, representou um investimento de mais de 150 milhões de euros na produção.

Este é o primeiro tema de um episódio em que o foco principal vai para as acusações de plágio em torno da canção ‘Não Vou Ficar‘, da autoria de Pedro Gonçalves. Sofia Vieira Lopes, musicóloga e especialista no Festival da Canção, analisa a música e diferencia aquilo que é plágio ou não. No podcast são ainda discutidas as possibilidades futuras de série baseada na saga Harry Potter.

Todos os episódios do Fita Isoladora estão disponíveis para audição nas plataformas SpotifyApple PodcastsGoogle PodcastsAnchorBreaker e RadioPublic.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Isabel Silva
Isabel Silva termina ligação com a TVI: “é tempo de transformação”