Sara Matos Estamos em Casa
Fotografia: Instagram

Audiências. ‘Estamos em Casa’ regista máximo na estreia de Sara Matos

A estreia de Sara Matos como apresentadora correu de vento em popa”. Estamos em Casa chegou aos melhores resultados de share e de audiência média desde que estreou, liderando confortavelmente no horário.

Mais de 330 mil telespectadores, em média, acompanharam a emissão do programa das manhãs de fim de semana. Estamos em Casa (3,5% / 15,2%) superou a concorrência, mesmo com alguns dos programas a obterem máximos de rating. O Diário da Manhã (1,2% / 10,2%) e o segundo episódio de Inspetor Max (3,7% / 12,1%) na TVI e Animais Incríveis – Antilopes (2,5% / 10,7%) na RTP1 alcançaram máximos de audiência média, refletindo o crescente número de espectadores a ficar em casa.

Este sábado, já com o confinamento geral em vigor, foram 20 os programas dos canais abertos a bater máximos de audiência média, o que é uma evidência do aumento do número de espectadores disponíveis.

Se a manhã de sábado (23) correu bem, a tarde também confirmou os bons resultados nas audiências da SIC. Regresso ao Futuro (6,7% / 12,9%) dedicado ao ano de 2002 bateu o recorde de audiência média e liderou em alguns períodos frente a Em Família (6,7% / 12,6%). O programa da estação de Queluz de Baixo apresentado por Maria Cerqueira Gomes e Rúben Rua atingiu a pior quota de mercado desde que estreou.

Daytime deu o primeiro passo, futebol concretizou vantagem

SIC
Fonte: Liga Portugal/Facebook

Já o programa mais visto foi a final da Taça de Liga com transmissão na SIC. Allianz Cup: Final Four Sporting x Sp. Braga (22,4% / 34,9%) alcançou mais de 2,1 milhões de telespectadores em média.

Depois do jogo e do segmento pós-jogo Allianz Cup: O Campeão (14,6% / 24,1%), César Mourão entrou em cena com Terra Nossa – Especial Futebol (11,2% / 22,1%). O programa, um compacto, atingiu máximo de share e de audiência média, fechando o pódio depois dos dois programas ligado à competição futebolística. Um pódio totalmente da SIC e do futebol.

Nos totais diários, a SIC destacou-se das demais concorrente com um share de 19,5%. A TVI, já distante, ocupou a vice-liderança com 14,4%, enquanto a RTP1 fechou o pódio com uma quota de mercado de 10,1%. No segmento cabo, a CMTV liderou com um sare de 4,1%.

Outros destaques:

  • O Alta Definição com Vera Kolodzig teve mais de um milhão de espectadores, com 11,8% de audiência média e 22,6%. A entrevista à atriz da série O Clube foi o quarto programa mais visto do dia.
  • O Primeiro Jornal (12,5% / 25,1%) foi o noticiário mais visto do dia, mesmo com o concorrente Jornal da Uma (9,3% / 18,5%) a ter a audiência mais alta do ano. O Jornal da Tarde (7,8% / 15,5%) ficou em terceiro.
  • Mental Samurai (7,2%/17,3%) teve um dia negro. O concurso de Pedro Teixeira bateu os piores resultados de audiência média e de share deste mês.
  • O Preço Certo (9,6% / 15,8%) liderou, mas com recordes negativos em rating e em quota de mercado. O concurso foi antecedido por uma repetição de Aqui Portugal (5,4% / 10,5%).
  • No segmento informativo, a SIC Noticias dominou com um share de 2,6%. Marcou o mesmo que a RTP3, com 1,1%, e a TVI24, com 1,5%, somadas.
Mais Artigos
Festival da Canção
Festival da Canção: Em frente aos televisores, os fãs também fazem parte da festa